Covid-19 | Reforço das medidas de confinamento vigoram a partir das 00:00 horas desta quarta-feira

Face ao estado atual da pandemia da doença Covid-19, a Presidência do Conselho de Ministros por via do Decreto n.º 3-B/2021, de 19 de janeiro, clarifica as medidas restritivas aplicadas e adota medidas adicionais com vista a procurar inverter o crescimento acelerado da pandemia.

Assim, a partir das 00:00 horas desta quarta-feira, dia 20 de janeiro, para além das medidas e regras vigentes passam a vigorar as seguintes medidas:

  • Proíbe-se a venda ou entrega ao postigo em qualquer estabelecimento do setor não alimentar, designadamente lojas de vestuário, assim como a venda ou entrega ao postigo de qualquer tipo de bebida nos estabelecimentos de restauração e similares ou estabelecimentos do comércio a retalho alimentar. De igual modo, proíbe-se a permanência e o consumo de bens à porta ou nas imediações destes estabelecimentos;

  • São encerrados todos os espaços de restauração e similares integrados em conjuntos comerciais, ainda que em regime de take-away, ficando permitida apenas a entrega ao domicílio;

  • Por forma a limitar as deslocações e aglomeração de pessoas, é proibida a publicidade a campanhas de saldos, promoções ou liquidações;

  • Os parques e jardins passam a ser exclusivamente espaços de mera passagem, ficando vedada a permanência nestes locais;

  • Passa a ser proibida a utilização de bancos de jardim, parques infantis e equipamentos públicos para a prática desportiva;

  • São encerradas as universidades seniores, os centros de dia e os centros de convívio para idosos;

  • De modo a reforçar a obrigatoriedade do teletrabalho passa a ser necessária a emissão de uma declaração pela entidade empregadora ou equiparada para todos aqueles que necessitem de se deslocar por não se poderem enquadrar no modo de teletrabalho;

  • As empresas do setor dos serviços que tenham mais de 250 trabalhadores, independentemente do vínculo laboral, da modalidade ou da natureza da relação jurídica, ficam obrigadas a enviar à Autoridade para as Condições de Trabalho, no prazo de 48 horas a contar da entrada em vigor do referido decreto, a lista nominal dos trabalhadores cujo trabalho presencial considerem indispensável;

  • Estabelece-se, conforme já ocorreu no passado, a proibição de circulação entre concelhos aos fins de semana;

  • Em acréscimo, determina-se ainda que todos os estabelecimentos que mantenham a sua atividade devem encerrar às 20:00 h aos dias úteis e às 13:00 h aos fins de semana e feriados, com exceção dos estabelecimentos do comércio de retalho alimentar, os quais poderão, se assim pretenderem, encerrar às 17:00 h.

Covid-19 | Medidas de Apoio Excecionais

No âmbito da pandemia da doença Covid-19, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, implementou medidas excecionais que visam minimizar os impactos decorrentes da pandemia, destinadas a apoiar:

  • A Entidade Empregadora;
  • O Trabalhador Independente;
  • O Trabalhador;
  • Os Trabalhadores Destacados e Transfronteiriços;
  • As Respostas Sociais;
  • A População.

Consulte aqui toda a informação disponível sobre as Medidas de Apoio Excecionais.

 

Covid-19 | Medidas Extraordinárias de Proteção Social

No âmbito da pandemia da doença Covid-19, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, implementou Medidas Extraordinárias de Proteção Social que visam minimizar os impactos decorrentes da pandemia, através dos seguintes apoios excecionais:

 

  • Subsídio por doença por Isolamento Profilático;
  • Subsídio por doença por Covid-19;
  • Apoio Excecional à Família para Trabalhadores do Serviço Doméstico;
  • Complemento de Estabilização;
  • Apoio Extraordinário à Retoma Progressiva de Atividade;
  • Subsídio por doença por Covid-19 de Trabalhadores do Setor da Saúde;
  • Subsídio de desemprego e Subsídio por cessação de atividade – Redução dos prazos de garantia.

 

Consulte aqui toda a informação disponível sobre as Medidas Extraordinárias de Proteção Social.

 

Covid-19 | Suspensão do Mercado Municipal nos dias 19 e 26 de janeiro de 2021

Na sequência do agravamento da situação epidemiológica em Portugal originada pela doença COVID-19, em particular no concelho de Celorico da Beira, o Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Manuel da Fonseca Ascensão, determinou a suspensão do Mercado Municipal nos dias 19 e 26 de janeiro de 2021, como medida de contenção da transmissão da infeção.

A presente medida preventiva será reavaliada em função da evolução da situação de saúde pública e das orientações e diplomas legais que venham a entrar em vigor.

Agradecemos a vossa compreensão.

Covid-19 | Renovação do Estado de Emergência | Recolhimento obrigatório a partir de 15 de janeiro de 2021

Na sequência da renovação do estado de emergência decretado pelo Presidente da República, em todo o território nacional continental, no período compreendido entre as 00h00 do dia 15 de janeiro de 2021 e as 23h59 do dia 30 de janeiro, o Conselho de Ministros aprovou o decreto que regulamenta as medidas extraordinárias a adotar, com o propósito de limitar a propagação da pandemia e proteger a saúde pública, assegurando as cadeias de abastecimento de bens e serviços essenciais.

Medidas:

  • Estabelece-se o dever geral de recolhimento domiciliário, exceto para um conjunto de deslocações autorizadas, nomeadamente: aquisição de bens e serviços essenciais, desempenho de atividades profissionais quando não haja lugar a teletrabalho, participação no âmbito da campanha eleitoral ou da eleição do Presidente da República, a frequência de estabelecimentos escolares, o cumprimento de partilha de responsabilidades parentais, a prática de atividade física e desportiva ao ar livre, a fruição de momentos ao ar livre e o passeio dos animais de companhia, os quais devem ser de curta duração e ocorrer na zona de residência;

  • Prevê-se o confinamento obrigatório para pessoas com COVID-19 ou em vigilância ativa;

  • Determina-se a obrigatoriedade de adoção do regime de teletrabalho, sempre que as funções em causa o permitam, sem necessidade de acordo das partes, não sendo obrigatório o teletrabalho para os trabalhadores de serviços essenciais;

  • Aplica-se o regime excecional e temporário de exercício de direito de voto antecipado para os eleitores que estejam em confinamento obrigatório, nomeadamente os cidadãos residentes em estruturas residenciais para idosos e em outras respostas dedicadas a pessoas idosas;

  • Determina-se o encerramento de um alargado conjunto de instalações e estabelecimentos, incluindo atividades culturais e de lazer, atividades desportivas (salvo a prática de desportos individuais ao ar livre e atividades de treino e competitivas) e termas;

  • Ficam suspensas as atividades de comércio a retalho e de prestação de serviços em estabelecimentos abertos ao público, com exceção daquelas que disponibilizem bens ou prestem serviços de primeira necessidade ou outros considerados essenciais;

  • Prevê-se que os estabelecimentos de restauração e similares funcionem exclusivamente para efeitos de atividade de confeção destinada a consumo fora do estabelecimento através de entrega ao domicílio ou take-away;

  • Estabelece-se que os serviços públicos prestam o atendimento presencial por marcação, sendo mantida e reforçada a prestação dos serviços através dos meios digitais e dos centros de contacto;

  • Permite-se o funcionamento de feiras e mercados, nos casos de venda de produtos alimentares;

  • Proíbe-se a realização de celebrações e de outros eventos, à exceção de cerimónias religiosas e de eventos no âmbito da campanha eleitoral e da eleição do Presidente da República.

O Conselho de Ministros aprovou ainda o Decreto-lei n.º 6-A/2021, de 14 de janeiro, que altera o regime contraordenacional no âmbito da situação de calamidade, contingência e alerta e agrava a contraordenação relativa ao teletrabalho obrigatório durante o estado de emergência, assim:

  • O incumprimento da obrigação de adoção do regime de teletrabalho durante o estado de emergência, independentemente do vínculo laboral, da modalidade ou da natureza da relação jurídica, sempre que as funções em causa o permitam, passa a constituir contraordenação muito grave;

  • A não-sujeição a teste à Covid-19 antes da entrada em território nacional constitui contraordenação, sancionada com coima de 300€ a 800 €;

  • Durante o estado de emergência, os valores mínimos e máximos das coimas são elevados para o dobro.

Covid-19 | Eleições Presidenciais 2021 | Medidas de proteção para os eleitores

As Eleições Presidenciais Portuguesas de 2021 realizam-se no próximo dia 24 de janeiro. Face à atual situação pandémica os eleitores devem seguir todas as recomendações e orientações das Autoridades de Saúde, bem como da autoridade eleitoral para que o ato eleitoral decorra em segurança.

 

Para exercer o direito de voto o eleitor deve:

  • Utilizar máscara de forma adequada;
  • Manter o afastamento recomendado, enquanto aguarda a sua vez para votar;
  • Desinfetar as mãos antes de votar;
  • Utilizar de preferência uma caneta própria para votar;
  • Desinfetar as mãos depois de votar e antes de sair do local de votação;
  • Seguir os circuitos definidos e identificados nos edifícios, o cumprimento da higiene das mãos e da etiqueta respiratória (tossir para a parte interna do cotovelo, mesmo quando estiver a usar máscara e não tossir ou espirrar para as mãos), evitar contactos físicos e permanecer no local somente o tempo necessário para poder exercer o seu direito de voto.

 

Consulte toda a informação sobre as Eleições Presidências em sg.mai.gov.pt

Covid-19 | Novo Estado de Emergência vigora entre 8 e 15 de janeiro de 2021

No âmbito do Decreto do Presidente da República n.º 6-A/2021, de 6 de janeiro, que renova o estado de emergência em todo o território nacional entre as 00h00 do dia 8 de janeiro e as 23h59 do dia 15 de janeiro de 2021, com fundamento na verificação de uma situação de calamidade, o Conselho de Ministros aprovou o decreto, que determina as medidas de combate à Covid-19, que irão vigorar nos próximos 8 dias.

 

Medidas:

  • Proibição de circulação entre concelhos no período compreendido entre as 23:00 h do dia 8 de janeiro de 2021 e as 05:00 h do dia 11 de janeiro de 2021;
  • Proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 05h00 nos dias de semana e a partir das 13h00 no fim de semana de 9 e 10 de janeiro;
  • Uso obrigatório de máscara nos locais de trabalho;
  • Ações de fiscalização ao cumprimento do teletrabalho obrigatório;
  • Encerramento do comércio até às 22h00 durante a semana e ao fim-de-semana a abertura será a partir das 8h00 e o encerramento às 13h00, exceto em casos restritos como farmácias, clínicas e consultórios, estabelecimentos de venda de bens alimentares até 200 m2 com porta para a rua e bombas de gasolina;
  • Encerramento dos restaurantes até às 22h30 durante a semana e ao fim-de-semana a partir das 13h00 só poderão funcionar para entrega ao domicílio.

Covid-19 | Cobrança de Água

Em virtude da aplicação ao concelho de Celorico da Beira, no âmbito da pandemia, das restrições especiais definidas para os concelhos de risco muito e extremamente elevado, o Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Manuel da Fonseca Ascensão, torna público que durante o período de vigência da atual avaliação de risco, não se efetuará no concelho a cobrança de água na modalidade porta a porta.

As faturas entretanto vencidas serão pagas apenas quando o referido serviço for retomado, não se aplicando neste período qualquer suspensão (corte) do serviço após o limite do prazo de pagamento constante da fatura nem a aplicação de qualquer juro ou taxa adicional.

Covid-19 | Medidas de combate à pandemia para concelhos de risco muito e extremamente elevado

Com base nos critérios epidemiológicos estabelecidos, ao concelho de Celorico da Beira, dada a evolução da sua situação pandémica passam a ser aplicadas as restrições especiais definidas para os concelhos de risco muito e extremamente elevado, com efeitos a partir das 00:00h do próximo dia 8 de janeiro de 2021.

  

Face ao exposto, para além das medidas de âmbito nacional, no concelho de Celorico da Beira passam a vigorar as seguintes restrições:

– A proibição de circulação na via pública entre as 23h00 e as 05h00 durante a semana e a partir das 13h00 ao fim-de-semana;

– O encerramento do comércio até às 22h00 durante a semana e ao fim-de-semana a abertura será a partir das 8h00 e o encerramento às 13h00, exceto em casos restritos como farmácias, clínicas e consultórios, estabelecimentos de venda de bens alimentares até 200 m2 com porta para a rua e bombas de gasolina; 

– O encerramento dos restaurantes até às 22h30 durante a semana e ao fim-de-semana a partir das 13h00 só poderão funcionar para entrega ao domicílio.

 

Apela-se ao cumprimento das novas regras, bem como à pratica do distanciamento físico, da lavagem frequente das mãos, do uso obrigatório de máscara, da etiqueta respiratória e da utilização da App Stayaway Covid.

 

Consulte aqui todas as medidas aplicáveis aos concelhos de risco muito e extremamente elevado.

 

A sua colaboração é essencial, por favor, ajude-nos a ajudar.

 

Cuidar de Si, é cuidar de Todos!

Câmara Municipal de Celorico da Beira assina protocolos com o Instituto Piaget

Decorreu nesta quarta-feira, dia 30 de dezembro de 2020, no Solar do Queijo da Serra da Estrela, a assinatura de dois protocolos (Da Cooperação Global e Da Cooperação em Termos de Ensino Superior), entre estas duas entidades que contou com a presença do Presidente do Instituo Piaget, António Oliveira Cruz e do Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Ascensão.

 

Com a cooperação entre estas duas entidades irá ser criada a Escola Profissional Jean Piaget de Celorico da Beira, que irá funcionar na antiga Escola Profissional Beira Serra, bem como irão ser criados vários cursos de formação profissional a ministrar na escola, entre os quais o Curso Profissional de Técnico/a de Logística, o Curso Profissional de Técnico/a de Design de Moda, o Curso Profissional de Técnico/a de Auxiliar de Saúde e Curso Profissional de Técnico/a de Informação e Animação Turística.

 

Pretende-se assim, que a Escola Profissional Jean Piaget de Celorico da Beira esteja a funcionar em pleno no próximo ano letivo.

 

Da Cooperação em Termos do Ensino Superior, irão ser promovidas e desenvolvidas, na vila de Celorico da Beira, via as Escolas Superiores de Educação (ESEs), Escolas Superiores de Saúde (ESS), e Institutos Superiores de Estudos Interculturais e Transdisciplinares (ISEIT) Jean Piaget, cursos de Pós-Graduações, Formações especializadas e formação contínua.

Bênção da Capela Mortuária da Freguesia de Maçal do Chão

Celebrou-se a 26 de dezembro, a missa em honra de St.° Estevão, Padroeiro da Freguesia do Maçal do Chão, pelas 14:30 h, seguida da bênção da Capela Mortuária com a presença de Sua Ex.ª Reverendíssima, D. Manuel da Rocha Felício e do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Dr. Carlos Ascensão.

Para assinalar o dia foi inaugurada, também, uma exposição fotográfica da autoria da Associação Juvenil do Maçal do Chão.

Em comunicado, a Junta de Freguesia Maçal do Chão deixou agradecimentos:

  • ao Sr. Bispo da Guarda, que autorizou realização da obra na Casa Paroquial;
  • ao Sr. Presidente da Câmara, Dr. Carlos Ascensão, que desde o primeiro momento se mostrou disponível para ajudar dando um contributo financeiro importante, sem o qual, a Junta não teria capacidade de executar a obra.

A Junta de Freguesia congratulou-se com a concretização da obra, que permitirá dar mais condições e dignidade para os últimos momentos daqueles que, infelizmente, partem e que assim podem ser velados condignamente pelas suas famílias e comunidade.

A celebração e a bênção decorreram dentro das normas recomendadas pela DGS.

 

 

Mensagem de Natal do Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Ascensão, aos celoricenses

Exposição Virtual “Postais de Natal”

A Câmara Municipal de Celorico da Beira lançou um desafio a todos os munícipes convidando-os a apresentarem, postais de Natal criativos e originais, resultantes de trabalhos de expressão artística de pintura, desenho, fotografia, recortes, etc,.

Chegou-nos às mãos, imensos postais bastante criativos, de miúdos e graúdos. A Câmara Municipal de Celorico da Beira agradece a todos os participantes que aceitaram este desafio e nos mostraram a sua vertente artística.

Todos os participantes foram contemplados com um prémio personalizado (uma caneca personalizada com o postal que foi criado).

COVID-19|Estado de Emergência renovado até 23 de dezembro

O Decreto do Presidente da República n.º 61-A/2020, de 4 de dezembro, renova o estado de emergência em todo o território nacional entre as 00h00 do dia 9 de dezembro e as 23h59 do dia 23 de dezembro de 2020, alicerçado naevolução da situação epidemiológica preocupante que se verifica no país,devido ao  número elevado de novas infeções e  óbitos .

Através do Decreto nº 11/2020, de 6 de dezembro, o governo vem regulamentar a aplicaçãoda renovação do estado de emergência, que mantém, no essencial, as regras atualmente vigentes, eestabelecer as regras especiais a observar no período deNatal e Ano Novo.

Assim, o Governo decidiu:

  • Manter em vigor as regras vigentes, bem como o escalonamento da sua aplicação em função do risco de transmissão da Covid-19 de cada município – moderado, elevado, muito elevado e extremo.

  • Manter a proibição de circulação na via pública nos fins-de-semana de 12-13 de dezembro e 19-20 de dezembro a partir das 13h00 nos concelhos de risco muito elevado e extremo;

  • Rever, no dia 18 de dezembro, o mapa de risco e reavaliar a situação epidemiológica de cada concelho, procedendo, se necessário, ao agravamento das medidas.

 

Medidas especiais para o período do Natal:

  • Circulação entre concelhos:

Permitida.

  • Circulação na via pública:

Noite de 23 para 24 de dezembro: permitida apenas para quem se encontre em viagem;

Dias 24 e 25 de dezembro: permitida até às 02h00 do dia seguinte;

Dia 26 de dezembro: permitida até às 23h00.

  • Horários de funcionamento:

Nas noites de 24 e 25de dezembro, funcionamento dos restaurantes permitido até à 01h00;

No dia 26 de dezembro, funcionamento dos restaurantes permitido até às 15h30 nos concelhos de risco muito elevado e extremo;

Nos dias 24 e 25 de dezembro os horários de encerramento não se aplicam aos estabelecimentos culturais.

 

Medidas especiais para o período do Ano Novo:

  • Circulação entre concelhos:

Proibida entre as 00h00 de 31 de dezembro e as 05h00 de 4 de janeiro de 2021.

  • Circulação na via pública:

Noite da passagem de ano: permitida até às 02h00;

Dia 1 de janeiro de 2021: permitida até às 23h00.

  • Horários de funcionamento:

Na noite de 31de dezembro, funcionamento dos restaurantes permitido até à 01h00;

No dia 1 de janeiro de 2021, funcionamento dos restaurantes permitido até às 15h30 nos concelhos de risco muito elevado e extremo.

  • Proibidas festas públicas ou abertas ao público.
  • Proibir ajuntamentos na via pública com mais de 6 pessoas.

O Governo decidiu ainda recomendar que se evite:

  • Juntar muita gente;
  • Estar muito tempo sem máscara;
  • Espaços fechados, pequenos e pouco arejados.

MEDIDA EXCECIONAL E TEMPORÁRIA – AVES, SUÍNOS E PRODUÇÃO DE OVOS E DE LEITE DE PEQUENOS RUMINANTES

Para responder aos problemas de liquidez e de fluxos de tesouraria provocados pela atual pandemia do COVID 19, que põem em risco a continuidade das atividades dos agricultores e das pequenas empresas ativas na criação de aves e suínos, bem como na produção de ovos e de leite de pequenos ruminantes, é adotada uma nova medida excecional e temporária prevista no artigo 39.º-B do Regulamento (UE) n.º 1305/2013, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de dezembro, no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural do Continente – PDR2020.

O período de candidaturas estará aberto entre 1 e 21 de dezembro de 2020, para os seguintes setores de produção agrícola, conforme atual redação da Portaria N.º 268/2020, de 18 de novembro:
-Setor das aves e dos ovos,
-Setor da carne de suíno, no que respeita à produção de leitões para abate e à produção da raça de porco alentejano,
-Setor do leite de pequenos ruminantes.

Fonte:
https://www.ifap.pt/noticia?assetId=19959494

CAMPANHA DE NATAL | APOIO COMÉRCIO LOCAL

Receber para Dar
Receba um voucher neste Natal, para partilhar com o Comércio Local.
A Câmara Municipal de Celorico da Beira e a Associação Comercial, Industrial e Serviços de Celorico da Beira aproveitam a quadra natalícia que se aproxima para ajudar e apoiar o pequeno comércio local e tradicional, especialmente afetado pelo contexto pandémico que o país atravessa.
Guiada pelo slogan “RECEBER para DAR”, a campanha consiste na atribuição, por sorteio, de 500 vouchers de 20€/cada em descontos (investimento público de 10 mil €) em compras no comércio local.
Para tal, contamos com a adesão dos lojistas/ comerciantes locais e com a vontade dos celoricenses em ajudar esta causa.
Partilhe esta ideia.

Covid-19 | Alteração dos próximos dias de Mercado Municipal

Por força das medidas decretadas pelo Governo, a 9 de novembro, no Estado de Emergência que vigora no nosso concelho, temos necessidade de alterar as datas dos 2 próximos mercados municipais.

Considerando que os próximos feriados de dezembro ocorrem à 3.ª feira, coincidindo com o nosso mercado semanal, e que existem medidas que condicionam a mobilidade dos cidadãos e o dever de recolhimento nesses dias de feriado, INFORMAMOS que o Mercado Municipal funcionará:

* dia 2 de dezembro (4.ª feira) e dia 9 de dezembro (4.ª feira).

Agradecemos a vossa compreensão.

Covid-19 | Proposta de reforço financeiro para apoio às famílias, pequeno comércio e instituições

O Executivo da Câmara Municipal de Celorico da Beira decidiu levar a votação, na próxima reunião de Câmara, uma proposta de reforço financeiro para o fundo de apoio covid-19.

 

A proposta do Executivo Municipal será votada na próxima quarta-feira pela Câmara.

Trata-se de, no imediato, dar continuidade à execução das medidas de apoio às famílias, pequeno comércio local e instituições, medidas que foram aprovadas em abril e que vigorarão até ao final deste ano.

 

Esta proposta, que já estava a ser planeada há algum tempo, prevê a criação de um fundo covid-19 inicial de 100 000 € para ser executado no ano de 2021, plano que será reavaliado ao longo do próximo ano em função das necessidades da população e evolução da situação pandémica.

 

Neste último trimestre do ano de 2020, o Executivo propõe transferir uma parte significativa de verbas que estavam previstas para suportar eventos, que entretanto foram cancelados, e festividades de animação de Natal, para reforçar o fundo de apoio de imediato e permitir capacitar as respostas à covid-19, no imediato.

 

O fundo de apoio covid-19 tem sido executado pela Autarquia desde a sua aprovação pela Câmara em abril. Para se ter a noção da dimensão do impacto da crise sanitária nas contas públicas, e que se prolonga há mais de 8 meses, foram gastos, até ao presente, 150 000 € em apoios diretos e indiretos, medidas extraordinárias que responderam à perda de rendimentos das famílias e pequeno comércio, e apoio direto às instituições sociais.

 

De registar que, se este processo fosse há um ano atrás, estaríamos perigosa e irremediavelmente comprometidos na nossa capacidade de intervenção, face às exigências e complexidade do problema.

Felizmente, hoje temos condições para poder dar uma resposta razoável e satisfatória, fruto daquilo que tem sido uma política de gestão criteriosa, sensata e rigorosa que, a par do cumprimento escrupuloso dos nossos compromissos face à dívida antiga, permite-nos, ao mesmo tempo, estarmos a entrar numa situação de normalidade e equilíbrio financeiro, num quadro desejável e fundamental para o presente e futuro do Município e dos munícipes.

 

A todos agradecemos a compreensão e colaboração. BEM HAJAM

Covid-19 | Comunicado sobre a evolução epidemiológica no Concelho

Face ao evoluir da situação epidemiológica no concelho de Celorico da Beira, que registou nas últimas 24 horas um significativo aumento de casos positivos na comunidade, o Presidente da Câmara Municipal, Carlos Ascensão, torna público que em colaboração com a Proteção Civil Municipal e as entidades de saúde pública estão a ser acionados todos os mecanismos possíveis, por forma a conter o aumento exponencial de infeções pelo novo coronavírus.

No concelho de Celorico da Beira, a situação epidemiológica é, de momento, a seguinte:

– Um surto epidémico no Lar de S. Francisco, da Santa Casa da Misericórdia de Celorico da Beira, com um total de 55 casos (entre funcionários e utentes);

– Quatro casos na Comunidade Escolar;

– Um caso na Câmara Municipal, sinalizado há uma semana, o qual está a ser devidamente acompanhado pelas autoridades de saúde.

Neste momento particularmente difícil, o Presidente da Câmara Municipal apela à responsabilidade cívica individual e coletiva para que se adotem comportamentos que minimizem o risco de contágio e permitam controlar a progressão da pandemia.

Controlar a pandemia também depende de si. Siga, por favor, as seguintes recomendações:

  • Evite os convívios familiares/sociais;
  • Limite os contactos ao seu agregado familiar (quem vive consigo);
  • Reduza as deslocações ao essencial;
  • Cumpra a regra dos Cinco:
    • Respeite o distanciamento físico de dois metros;
    • Use máscara;
    • Cumpra a etiqueta respiratória;
    • Lave as mãos regularmente ao longo do dia;
    • Utilize a aplicação Stayaway Covid.

Cuidar de Si, é cuidar de Todos!

Brexit | Living in Portugal?

No âmbito da saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit), a Embaixada do Reino Unido em Lisboa e o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), lançam campanha de informação conjunta, com o propósito de alertar os cidadãos britânicos que vivem em Portugal ou pretendem fazê-lo até ao final do período de transição (31 de dezembro), para a necessidade de adquirirem a residência permanente, caso ainda o não tenham feito.

A solicitação do respetivo Certificado de Registo junto da Câmara Municipal da sua área de residência, visa garantir para além dos direitos de residência e livre circulação, os direitos ao trabalho, à saúde, à educação e aos benefícios fiscais, de acordo com a legislação da União Europeia em vigor.

O Acordo de Saída Acordo de Saída entre a União Europeia e o Reino Unido, vem garantir a salvaguarda do direito de permanecer e prosseguir as suas atividades atuais para mais de 3 milhões de cidadãos da União Europeia no Reino Unido e mais de 1 milhão de cidadãos britânicos nos países da União Europeia.

Para mais informação aceda ao link: https://imigrante.sef.pt/brexit/   https://imigrante.sef.pt/en/brexit/