Chávenas “100 anos da Travessia Aérea do Atlântico Sul”

No âmbito das comemorações do Centenário da Travessia do Atlântico Sul e do Feriado Municipal, o Município de Celorico da Beira procedeu ao lançamento de uma edição de chávenas dedicadas à temática.

O conjunto é formado por 4 chávenas com diferentes motivos. Os interessados na temática podem adquirir esta coleção no Posto de Turismo de Celorico da Beira.

Encerramento das “Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul”

As comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul protagonizado por Sacadura Cabral e Gago Coutinho terminaram, neste sábado em Celorico da Beira, uma demonstração de Capoeira, pela Associação Lagoa da Saudade , degustação comunitária com sabores de Cabo Verde e do Brasil, como a Cachupa, a Moqueca, o quindim ou as papas arrugadas.

Ao início da noite, o Jardim Parque Carlos Amaral recebeu o concerto musical Rua das Pretas, de Pierre Aderne. Trata-se de um projeto de música lusófona, multicultural que agrega fado, bossa, cante, morna, ciranda e samba, que foi abrilhantado, por Tito Paris e a fadista Joana Amendoeira. No final do concerto subiram ao palco o grupo Nice Groove e os participantes no workshop (Oficina de Percussão), para uma atuação conjunta, terminando com Guerrilha Sound System.

Oficina de Percussão – Batucada | Nice Groove

Durante a tarde deste sábado, o grupo Nice Groove Batucada levou a efeito uma Oficina de Percussão – Batucada. Tratou-se de um projeto de Música na Comunidade que une pessoas das mais variadas faixas etárias, nacionalidades e proveniências sociais e culturais. Uma batucada é composta por instrumentos de bateria de samba e inspirados em ritmos, danças e canções lusófonas.

“Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul – A Chegada”

Decorreu nesta sexta-feira, na Biblioteca Municipal de Celorico da Beira, a apresentação do vídeo de animação “A Travessia” produzido na Oficina de Cinema de Animação com Abi Feijó onde foram utilizadas várias técnicas e diferentes materiais, como o desenho, recortes, colagens, pinturas, fotografias até mesmo objetos. Também na Biblioteca decorreu o lançamento do livro “Sacadura Cabral e a Travessia Aérea do Atlântico Sul”.

Ao início da noite, o Jardim Parque Carlos Amaral encheu-se de música com os Guitardeão e o Dj EDD.

“Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul – A Chegada” | 18 junho – Capoeira

Próximo sábado, 18 de junho, pelas 18h30 no Jardim Parque Carlos Amaral em Celorico da Beira

“Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul – A Chegada” | 17 e 18 de junho | Guitardeão

Próxima sexta-feira, 17 de junho, pelas 21h30 no Jardim Parque Carlos Amaral em Celorico da Beira

“Rua das Pretas” com Tito Paris e Joana Amendoeira | 18 junho | Celorico da Beira

“Rua das Pretas” com Tito Paris e Joana Amendoeira

O espetáculo Rua das Pretas – coletivo musical lusófono criado e dinamizado por Pierre Aderne

18 de junho – 21h30 – Jardim Parque Carlos Amaral

Entrada Livre!

Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul – A Chegada | 17 e 18 de junho

Eram 14h32m do longínquo dia 17 de junho do ano de 1922, quando Sacadura Cabral e Gago Coutinho, a bordo do «Fairey-17», amararam nas águas do Rio de Janeiro, depois de 3 hidroaviões e de 62h26m de viagem, das quais 36 horas e 44 minutos sem avistar terra, cumprindo finalmente o objetivo traçado de chegar ao Brasil por ar, para gáudio do povo que os esperava em festa.

Para assinalar esse momento, o Município de Celorico da Beira vai levar a efeito nos próximos dias 17 e 18 de junho, uma programação altamente festiva, multicultural e representativa da alma e dos povos envolvidos nessa viagem, com especial destaque para Portugal, Cabo Verde e Brasil, que encerrará as Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul, neste território.

Tradicionalmente, a chegada do mês de junho está associada a férias e a Santos Populares. Entra-se automaticamente em modo de verão: espírito aberto para receber o sol, o calor e uma enorme vontade de desfrutar de momentos prazerosos ao livre e de convívio com os amigos. Neste contexto, as atividades de encerramento do Centenário, por força da sua natureza, são fomentadoras deste espírito.

Durante dois dias (17 e 18 de Junho), a festa será total no Jardim Parque Carlos Amaral, com cheiros e sabores beirões à mistura com outros mais quentes e picantes, acompanhados de muita música de diferentes sonoridades, desde a lusitana aos sons quentes e ritmados afro-brasileiros, criando momentos únicos, cheios de animação, alegria, colorido e dinamismo. Para a prossecução deste objetivo, o município brinda os celoricenses com um vasto e rico programa que apresenta Rua das Pretas com Tito Paris e Joana Amendoeira como cabeças de cartaz.

Assim, destacamos:

No dia 17 de junho, pelas 21H30, o palco é dos Guitardeão. Grupo made in Celorico da Beira, sempre muito acarinhado pelos celoricenses. Apresenta um reportório com músicas que denotam diversas influências e deambulam em diversas fronteiras;

No sábado, 18 de junho, pelas 15H00, o grupo Nice Groove vai levar a efeito uma Oficina de Percussão – Batucada. Trata-se de um projeto de Música na Comunidade que une pessoas das mais variadas faixas etárias, nacionalidades e proveniências sociais e culturais. Uma batucada é composta por instrumentos de bateria de samba e inspirados em ritmos, danças e canções lusófonas. A animação continua pela tarde fora e, ao entardecer, por volta das 18H30, espaço para a Associação Lagoa da Saudade efetuar uma demonstração de Capoeira;

Às 21H30 terá lugar o concerto musical Rua das Pretas, de Pierre Aderne. Trata-se de um projeto de música lusófona, multicultural que agrega fado, bossa, cante, morna, ciranda e samba, que será abrilhantado esta noite, por Tito Paris e a fadista Joana Amendoeira. No final do concerto subirão ao palco o grupo Nice Groove e os participantes no workshop (Oficina de Percussão), para uma atuação conjunta.

Direcionada para o público jovem, mais resistente e festivaleiro, a animação continua pela noite dentro, conduzida pela arte e mestria dos DJ´s, EDD e Guerrilha Sound System, no dia 17 de junho e 18 de junho, respetivamente.

A não perder. Estamos à sua espera!

Participa nos NICE GROOVE BATUCADA | Workshop Ritmos Lusófonos

Queres aprender a batucar, vem começar a tua aventura com um instrumento de percussão.

Agarra a oportunidade e vem aprender mais sobre batucada brasileira, composta por instrumentos de bateria de samba e inspirados em ritmos, danças e canções lusófonas.

Chama os teus amigos e vem curtir, com os NICE GROOVE!

INSCRIÇÕES ABERTAS para 20 participantes. Inscrições aqui

Vamos batucar juntos!!!

Atuação da Banda de Música da Força Aérea Portuguesa

As comemorações do Feriado Municipal de Celorico da Beira terminaram com a atuação da Banda de Música da Força Aérea no Centro Cultural de Celorico da Beira.

Estiveram em palco cerca de setenta músicos, sob a direção do Maestro Major António Rosado, para interpretarem obras de autores mundialmente consagrados, brindando os espetadores com um espetáculo único e inesquecível. Este momento musical veio assim proporcionar alegria e bem-estar à plateia, encerrando com chave de ouro as Comemorações do Feriado Municipal.

A Banda de Música da Força Aérea tem atuado, ao longo dos seus 64 anos de existência, nos mais diversos palcos portugueses e estrangeiros (Alemanha, Bélgica, França, Holanda, Inglaterra, Luxemburgo), prestigiando a Força Aérea, as Forças Armadas e Portugal. Em reconhecimento pelo seu valoroso contributo para o enriquecimento do meio musical e cultural português e, pela forma prestigiosa como tem representado o País, foi condecorada em 1997, com a Medalha de Ouro de Serviços Distintos.

Comemorações do Feriado Municipal | A Grande Aventura de Mário Correia

Ao final da tarde desta segunda-feira, fez parte do programa de comemorações do Feriado Municipal, Dia de Sacadura Cabral, um momento musical com os Guitardeão e o lançamento do livro “A grande aventura – Na Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul” de Mário Correia.

Inauguração das Casas do Castelo

O município de Celorico da Beira inaugurou nesta segunda-feira, dia do Feriado Municipal, que coincide com a data de nascimento de Sacadura Cabral, o projeto “Casas do Castelo”, que faz a ligação com o castelo de Celorico da Beira.

A requalificação do espaço “Casas do Castelo”, resultou da reabilitação de dois imóveis adquiridos pelo município, que custou 550 mil euros e teve uma comparticipação comunitária de 85%.

As “Casas do Castelo” albergam neste momento uma exposição temporária alusiva a Sacadura Cabral e Gago Coutinho, com espólio disponibilizado pelos museus da Marinha e do Ar e do comendador José da Silva Henriques que ofereceu um vasto espólio destes dois heróis que protagonizaram a primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul.

Comemorações do Feriado Municipal de Celorico da Beira

O município de Celorico da Beira comemora o seu Feriado Municipal a 23 de maio, data de nascimento de Sacadura Cabral. Atendendo a que este ano se assinala o Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul, a programação do Feriado Municipal foi levada a efeito entre 20 e 23 de maio.

Nesta segunda-feira, Celorico da Beira iniciou as comemorações do Feriado Municipal com o hastear da bandeira, um momento solene acompanhado pela EPABI, onde estiveram presentes várias individualidades entre elas a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, seguiu-se a romagem à estátua de Sacadura Cabral, o descerramento de Placa comemorativa do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul e um Porto de Honra.

Para celebrar o momento do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul protagonizado por Sacadura Cabral e Gago Coutinho, dois F-16 da Força Aérea Portuguesa sobrevoaram Celorico da Beira.

Espetáculo musical “Travessia -Orquestra Comunitária de Celorico da Beira”

No âmbito das Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul/Feriado Municipal, o Centro Cultural de Celorico da Beira acolheu neste domingo o espetáculo musical “Travessia – Orquestra Comunitária de Celorico da Beira”.

Com o intuito de aproximar e envolver a comunidade celoricense nas celebrações, a Associação Coruja do Mato produziu o espetáculo musical “Travessia – Orquestra Comunitária de Celorico da Beira”, que conta com a participação de 20 artistas/celoricenses.

Esta Orquestra Comunitária interagiu com o público e presenteou-o com um espetáculo inovador e único, totalmente inspirado na temática da travessia transatlântica e na figura do herói aviador – Sacadura Cabral.

1.º Concurso de Lançamento de Aviões de Papel em Celorico da Beira

O Gimnodesportivo de Celorico da Beira recebeu neste domingo, o 1º Concurso de Lançamento de Aviões de Papel, uma iniciativa que faz parte do programa das Comemorações dos 100 Anos da Travessia Aérea do Atlântico Sul protagonizada por Sacadura Cabral e Gago Coutinho e do Feriado Municipal de Celorico da Beira.

O concurso foi aberto a todo o público, onde cerca de 25 participantes criaram o seu avião de papel. Houve quatro modalidades a concurso, em que cada uma teve uma pontuação.

Alcance (distância em centímetros); Sustentação no Ar (tempo no ar em segundos); Criatividade (0-20 pontos); Performance Aérea (0-20 pontos).

O objetivo desta iniciativa foi proporcionar aos participantes do I Concurso de Lançamento de Aviões de Papel um saudável ambiente de competição, em que os conhecimentos da arte da dobragem de papel contribuíram para a melhoria dos conhecimentos e para a integração dos todos.

Prova de Orientação “Pelas Origens de Sacadura Cabral”- Celorico da Beira – Sprint Urbano

Decorreu neste domingo de manhã, com início e término no Castelo de Celorico da Beira, uma prova de orientação “Pelas Origens de Sacadura Cabral”.

No âmbito da celebração dos 100 anos da Travessia Aérea do Atlântico Sul de Sacadura Cabral e Gago Coutinho, o Município de Celorico da Beira, em colaboração com o Clube de Orientação de Viseu Natura realizaram um evento de orientação na vila de Celorico da Beira com o objetivo de demonstrar da importância da capacidade de navegação.

Com concentração no Castelo de Celorico da Beira, os participantes puderam optar por um dos três percursos disponíveis (Fácil, Médio e Difícil), todos eles passaram por lugares emblemáticos da vila de Celorico da Beira e colocaram à prova a capacidade de navegação dos participantes.

Teatro “O Céu de Sacadura”

O Grupo de Teatro Comunitário de Celorico de Beira apresentou neste sábado, 21 de maio de 2022, a peça teatral “ O Céu de Sacadura”, no âmbito das Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul /Feriado Municipal.

“O Céu de Sacadura”, peça teatral da autoria de Luísa Costa Gomes, foi levada à cena no Centro Cultural de Celorico da Beira pelo Grupo de Teatro Comunitário de Celorico, sob a orientação de Alexandre Sampaio, que a adaptou e encenou, pela 1ª vez em 2019, no âmbito do Feriado Municipal.

Neste contexto, a reposição do espetáculo “ O Céu de Sacadura” tornou-se uma obrigatoriedade. Com enfoque na figura de Sacadura Cabral – o homem e seu feito – a peça vai revelando ao longo do espetáculo, alguns factos da sua vida menos conhecidos do grande público como, as questões administrativas que enfrentou, a falta de verba para as suas viagens, as conspirações… e, também, o caráter fleumático da sua personalidade, o carisma e o grande charme que detinha junto do sexo feminino.

A peça teatral “O Céu de Sacadura”, foi escrita propositadamente para o Festival dos Cem Dias, por ocasião da Expo 98 e apresentada no Teatro Nacional D. Maria, com encenação de Nuno Carinhas. Foi também levada à cena no Centro Cultural de Celorico da Beira em 2019, pelo recém-criado grupo de teatro amador local, sob a orientação de Alexandre Sampaio.

Apresentação do Livro “A Enigmática travessia do atlântico sul, 1922”

O Centro Cultural de Celorico da Beira, recebeu neste sábado, a apresentação do livro “A Enigmática Travessia do Atlântico Sul, 1922”, da autoria do celoricense Marco Pitt.

«A Enigmática Travessia do Atlântico Sul 1922» é um gamebook com 55 enigmas, baseado em transcrições do relatório do Capitão-de-Fragata, Arthur de Sacadura Freire Cabral, aquando da épica viagem Lisboa-Rio de Janeiro em 1922, realizada com o Almirante Carlos Viegas Gago Coutinho.

Envolto em ilustrações dos aviões, locais e mapas, este livro pretende dar a conhecer as várias etapas e dificuldades dessa autêntica epopeia.

Trata-se de uma experiência interativa para aquisição de conhecimentos, mediante o raciocínio lógico e matemático, com recurso a ferramentas práticas e digitais, como realidade aumentada e ambiente 360º, intensificando a imersão lúdica nesta aventura.

Colóquio “Sacadura Cabral e a Travessia Aérea do Atlântico Sul”

Decorreu durante o dia de sábado, 21 de maio de 2022, no Centro Cultural de Celorico da Beira o Colóquio “Sacadura Cabral e a Travessia Aérea do Atlântico Sul”.

“Sacadura Cabral e a Travessia Aérea do Atlântico Sul “, “Uma Travessia Memorável num Tempo Conturbado”, “Aviação Militar Portuguesa: da Formação à Génese da Travessia Aérea do Atlântico Sul”, “Sacadura Cabral – Facetas da sua personalidade”, Gago Coutinho: Traços da sua Personalidade e Realizações”, “Travessia Aérea do Atlântico Sul Uma Missão Inesquecível”, “Perspetiva Jornalística Histórica Brasileira da Travessia do Atlântico Sul”, são as comunicações que foram apresentadas neste simpósio por personalidades de referência, dos dois lados do Atlântico, sobre a temática da travessia transatlântica e os dois protagonistas, as quais irão transportar os presentes numa viagem pela história, cultura, ciência e inovação tecnológica e fornecer-lhes o esboço do retrato e o modo de vida da sociedade portuguesa e brasileira, nos primórdios do Séc. XX.

No decorrer do colóquio ainda foi possível testar virtualmente a viagem do Lusitânia através de um simulador de vôo.

O simpósio foi ainda, passível de ser certificado como Ação de Curta Duração pela Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda.

Inauguração da exposição itinerante comemorativa do Centenário da Travessia do Atlântico Sul

No âmbito do centenário da travessia aérea levada a cabo por Gago Coutinho e Sacadura Cabral, foi inaugurada nesta sexta-feira, 20 de maio de 2022, no Centro Cultural de Celorico da Beira, a exposição itinerante “1ª Travessia Aérea do Atlântico Sul”.

O evento contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Ascensão, do Diretor do Museu do Ar, Coronel Mouta Raposo, do Diretor do Museu da Marinha, Comodoro José Favinha entre outros vereadores, presidentes de junta e celoricenses que se juntaram para receber esta exposição.

Aqui é possível conhecer melhor esta viagem a bordo do hidroavião “Lusitânia”, que foi uma aventura cheia de peripécias para Gago Coutinho e Sacadura Cabral. Para empreenderem esta travessia sobre o mar, segundo o município, desenvolveram e usaram métodos inovadores e adaptaram instrumentos de navegação que fizeram desta a 1ª viagem aérea a ser realizada com precisão científica e matemática.

O momento terminou com um Porto de Honra e a degustação do Pastel Sacadura Cabral.