Parapente Mundial em Linhares: Acrobatas despedem-se e entram os pilotos de competição…

Depois do Festival Acrobático e do Open Internacional (prova que conta para o Campeonato Nacional e para os rankings nacional e internacional, o Festival Internacional de Parapente – Fundação Inatel, em Linhares da Beira [Serra da Estrela] recebe a mais alta competição do Parapente Mundial: a Taça do Mundo.
A Taça do Mundo de Parapente percorre 3 continentes: Europa, América e Ásia. Portugal foi escolhido para, este ano, acolher uma das 3 etapas europeias desta competição mundial que traz os melhores pilotos de parapente do mundo aos melhores locais de descolagem e voo do planeta. Linhares da Beira foi eleito como um desses locais de elite para o Parapente a atrairá dezenas dos melhores praticantes de parapente e milhares de olhares da comunidade parapentista mundial para as sublimes paisagens da Serra da Estrela e para a capacidade organizativa da Fundação Inatel e da WIND – Escolas Parapente Portugal.

A Taça do Mundo é a “Fórmula1” do Parapente.
O Parapente internacional compete por selecções um campeonato mundial de dois em dois anos que alterna com os 3 campeonatos continentais existentes (Europa, Ásia e América [do Canadá ao Chile]), também de dois em dois anos.
Para os Campeonatos Mundial e Europeus são convocadas selecções (sendo os pilotos escolhidos pelos seleccionadores nacionais) e há campeão individual (um piloto) e por equipas (um país).
Na Taça do Mundo é diferente. Como na Fórmula 1” com a FIA, há uma organização privada não-lucrativa, a PWC (Paragliding World Cup; http://www.paraglidingworldcup.org) que organiza, anualmente, a prova.
Define o calendário de provas (na F1 são os circuitos) com base em candidaturas de locais em que são avaliadas as capacidades organizativas (logística, promoção, envolvimento da comunidade, alojamento, arbitragem, etc.) e competitivas (condições para um voo competitivo, ventos, sol, tradição parapentista, etc.).
Depois, a PWC estabelece os mínimos, muito mais exigentes que um piloto tem que alcançar para se poder inscrever o que, no limite, quer dizer que pode haver um determinado país com muitos mais pilotos do que num campeonato do mundo e outro sem nenhum, quando leva uma selecção inteira ao campeonato do mundo.
Para esta Taça do Mundo esperam-se os 114 melhores pilotos do mundo (incluindo 6 portugueses) e haverá um vencedor por cada uma das seguintes categorias:
a) Individuais (Open)
b) Mulheres (em teoria nada impede que uma mulher vença os individuais, mas nunca aconteceu)
c) Equipas (geralmente tem a ver com o clube ou a asa usada pelos pilotos, como na F1, aliança entre Marcas e Motores)
d) Nação (soma dos pontos conquistados pelos pilotos de cada país)
Poderá ver uma lista dos inscritos na Taça do Mundo em Linhares da Beira em:http://www.paraglidingworldcup.org/selection/7

Estes pilotos vêm de todo o mundo, da Suécia à Austrália, da China aos Estados Unidos, da Coreia do Sul à Rússia e do Japão as Portugal. Entre eles contam-se o vencedor da Taça do Mundo 2009 (Charles Cazaux, da França) a melhor mulher mundial (a japonesa Keiko Hiraki), a melhor equipa (Kirtel Design) e um contingente forte da nação melhor classificada em 2009, a Itália. 6 portugueses, piltotos de topo entre a elite internacional estrão igualmente a competir, desde o recordista nacional de voo em distância, batido este ano por Nuno Virgílio, vencendo uma distância de 248.3 kms entre a Guarda e a Vidigueira, até ao melhor Piloto de Esperanças, Roberto Torres, passando pela sempiterna Campeã Nacional, Sílvia Ventura.
Esta Taça do Mundo começou no Sábado, dia 7 de Agosto, com sessões de treinos e com a cerimónia de abertura, marcando presençpa o Presidente da edilidade Celoricense – Eng. José Monteiro, o Director Nacional do Desporto da Fundação Inatel – Dr. Luís Grosso; o Vice – Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira – Dr. José Luís Cabral; a Presidente da Assembleia Municipal de Celorico da Beira – Drª Isabel Janelas; o Director do Centro Distrital de Segurança Social da Guarda – Dr. José Albano Marques, Samuel Lopes da Empresa Wind, um membro da paragliding World Cup e o Campeão do Mundo em título, tendo começado as hostilidades competitivas no Domingo, dia 8, primeiro de sete dias de competição aguerrida nos céus da Serra da Estrela que se encerrará com a atribuição dos prémios, no próximo dia 14, na Pousada Inatel de Linhares da Beira.

Férias Desportivas 2010

Cientes de que existem projectos que nunca terminam e com o objectivo de fazer mais e melhor pelos jovens deste município, a Câmara Municipal de Celorico da Beira, através do seu Gabinete de Desporto, levou a cabo mais uma edição das Férias Desportivas de Verão.
Estas ocorreram no período de 5 e 23 de Julho de 2010 e estavam direccionadas para crianças com idades compreendidas entre os 8 e os 16 anos. Procurando todos os anos inovar as actividades, alargando o já diversificado leque de actividades que proporcionamos, as crianças puderam desfrutar de actividades das quais se podem destacar Jogos desportivos colectivos (Futebol, Voleibol, Basquetebol), jogos pré-desportivos, canoagem, simulador de parapente, parques aquáticos, praia…, proporcionando aos jovens uma riqueza tanto a nível desportivo, como, cultural e social, valores indispensáveis para a sua formação e educação. Tendo em consideração o número de crianças que participou nas actividades, consideramos como sendo mais uma actividade bem sucedida, esperando por todos vocês nas próximas edições…com mais novidades!

Município de Celorico da Beira levou a cabo a 1ª Noite Branca.

O Castelo de Celorico da Beira e todo o Centro Histórico serviram de palco a um cenário edílico, a lembrar uma gigantesca sala de estar onde o branco representou o factor de união entre os diversos elementos.
Pelas 22:00, o Largo de Santa Maria acolheu um espectáculo de Capoeira denominado “A Arte da Capoeira”, ao qual se seguiu um Show de Breakdance, dando-se som num live “act” de saborear com todos os sentidos.
O Castelo de Celorico da Beira, obra emblemática da Vila e autentico ex-libris do Concelho, foi parte integrante e central da festa, a noite foi de música criada especialmente para o efeito e para o espaço a cargo de Lady M; DJ Sengal; Dj. Kortex.
Dentro do Castelo a festa decorreu até de manhã, pelas ruas o ritmo foi imparável. Artistas de rua, deram alma e cor às centenas de visitantes… todos de branco!
E música, muita música, não só pelo conceito e ambiente que encerra mas também e especialmente pelos sons que percorreram as ruas e os corpos que se embalam ao som dos melhores DJ´s.
A entrada foi livre, apenas era solicitada uma peça de vestuário em branco como traje de rigor, premissa que foi cumprida na integra por todos os participantes.
Assim se traçou, em linhas gerais, o sucesso que este evento obteve, mais um dos eventos inovadores que o Concelho de Celorico da Beira apresentou como Festa de Verão.

A Poesia em Celorico da Beira…

Antes do dia dos avós – 26 de Julho – fomos (Marco Gonçalves e Elvira Camarinha) a Celorico da Beira assistir à condecoração de Alda Cabral, uma escritora de Minhocal. Arrepiante é o vocábulo que me ocorre diante de tanta ternura, de tanta modéstia, num oceano de poesia. Ai este Portugal bendito que se desbrava em poemas no eclodir de Julho quente…
O senhor Presidente da Câmara de Celorico da Beira, Engenheiro José Francisco Gomes Monteiro foi um anfitrião sem mesuras. Discursou com enlevo e altivez, mas com uma simplicidade de intenções. Foi apresentado como um mandatário da Providência que opera junto dos que precisam dele, como o referiu no seu discurso. Uma ternura em redondilha maior
Tudo isto foi possível graças ao empenho e dedicada articulação do poeta do chapéu: José Albano, rei dos acrósticos em terras da Beira, inigualável no trejeito, na abordagem naif com laivos de malandrice catalisadora.
De norte a sul foram condecorar a ilustre vate de Minhocal: Joaquim Evónio (da Varanda das Estrelícias), Rosélia Martins, Susana Custódio, (Membro da ONE) Manuela Dinis, Luís Mota Filipe (membro da One), Marco Gonçalves (Autor do livro Sentir) e Elvira Camarinha (libre pensée) por entre a população que recebeu a sua condecoração com ovações.
Elvira Camarinha

UNIVERSIDADE SÉNIOR- Aldeia Global – Celorico da Beira

Realizou-se  no dia 29 de Julho pelas 11 horas a apresentação Pública da Universidade Sénior, no Salão Nobre do Município  de Celorico com a assinatura de Protocolo de Colaboração entre o Município de Celorico da Beira, representada pelo Presidente do Município José Francisco Gomes Monteiro e a Universidade Sénior Aldeia Global de Celorico da Beira, representada por Associação Serpentina na pessoa do Presidente da Direcção Rui Jorge Fontoura.
Estiveram presentes no Salão Nobre da Câmara cerca de 100 pessoas entre formadores, alunos inscritos e pessoas interessadas em frequentar a Universidade Sénior de Celorico da Beira.
O Sr. Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira começou por agradecer a todas as pessoas presentes no Salão Nobre pois sem eles esta iniciativa não seria possível, referiu que o Município de Celorico da Beira aposta na Educação como pilar deste mandato desde o pré-escolar ao Ensino Superior e agora na vertente Sénior criando um espaço de convívio e de partilha de saberes, conhecimentos e experiências para maiores de 50 anos, independentemente do seu nível de instrução.
A Dr.ª Ana Pires Coordenadora da Universidade Sénior –Aldeia Global de Celorico da Beira fez uma breve apresentação do que é uma Universidade Sénior, quais os seus objectivos, actividades que promovem, referindo-se depois à Universidade Sénior de Celorico da Beira informando os presentes do período em que está previsto iniciar as aulas – Outubro 2010, bem como os horários e disciplinas que poderão vir a ser leccionadas.
As Inscrições estão abertas a partir de 1 de Setembro de 2010 no Gabinete de Acção Social do Município.

Alda Cabral enteronizada como Membro da ordem Nacional de Escritores do Brasil

O Salão da Junta de Freguesia de Minhocal encheu-se de gente para acolher Alda Cabral, no dia da sua Entronização como membro da Ordem Nacional de Escritores do Brasil.
A cerimónia decorreu na Freguesia do Minhocal no dia 24 de Julho e contou com a presença de muitos amigos da escritora e poetisa.
Através do representante em Portugal da Ordem Nacional de Escritores do Brasil, Joaquim Evónio, Alda Cabral recebeu o Colar que lhe confere a pertença a esta ordem de escritores.
Recorde-se que a Ordem Nacional de Escritores do Brasil tem a sua Sede em São Paulo – Brasil e conta já com bastantes membros, os quais se distinguiram por levar mais longe a Língua Portuguesa.
José Monteiro, Presidente do Município de Celorico da Beira fez alusão ao ser Humano que é Alda Cabral, que apesar das dificuldades tem sabido manter sempre acesa a chama da escrita, tendo já publicado três obras literárias, sendo que a última obra editada pela escritora “A Caixa de Pandora”, teve o Apoio do Município de Celorico da Beira.

Biografia de Alda Cabral
Alda da Piedade Abrantes Cabral é uma escritora e poetisa que também usa os pseudónimos de Iva Tolstóy e Magalona. Embora fosse criada no Brasil com a avó materna e tios, nasceu há 61 anos, na freguesia do Minhocal, concelho de Celorico da Beira, onde presentemente reside. Traduziu o drama francês “Hernâni” da autoria de Victor Hugo, tem uma vasta obra espalhada por jornais revistas e antologias, para além de três livros publicados, com os títulos “Uma Luz às Portas de Damasco”, “Filha Preferida da Terra dos Hunos” e a “Caixa de Pandora”. Esta última obra é composta por quatro pequenos romances, que são “Pró ano em Jerusalém”, “O Fantasma enamorado”, “Na Itália alguém te espera” e “ A Dama dos marinheiros piratas”.

Concerto pela Madeira!

No passado dia 07 de Março (Sábado), pelas 16 horas, decorreu no Salão dos Bombeiros Voluntários de Celorico da Beira uma actuação com a banda Filarmónica de Vale de Azares “Os Bazófias”…

 No passado dia 7 Março (Sábado), pelas 16 horas, decorreu no Salão dos Bombeiros Voluntários de Celorico da Beira uma actuação com a banda Filarmónica de Vale de Azares “Os Bazófias”, com a finalidade de angariar fundos que reverteram integralmente para o socorro às vítimas da calamidade da Ilha da Madeira.
A Autarquia, agradece a todos os Celoricenses que aderiram a esta nobre causa com a sua presença, e seu contributo. Este acto simbólico foi uma manifestação de solidariedade bem reveladora da nossa compaixão para com a tragédia dos nossos compatriotas.
O Presidente da Autarquia, congratulou-se com a presença e boa vontade de todos, em particular com a organização que ficou a cargo das Juntas de Freguesia de São Pedro e Santa Maria e pela presença do Senhor Padre José Manuel Martins de Almeida.