Município de Celorico da Beira combate a vespa da galha do castanheiro

No âmbito da operação 8.1.3 – “Prevenção da floresta contra agentes bióticos e abióticos”- do Programa de Desenvolvimento Rural 2020, realizaram-se no passado dia 27 de maio, no município de Celorico da Beira, sete largadas do parasitoide “Torymus sinensis, com vista a combater a praga da vespa da galha do castanheiro.

A intervenção ocorreu nos soutos que apresentavam sintomatologia e consistiu no lançamento de insetos que se alimentam das larvas que estão nas árvores impedindo a sua evolução para vespa. A largada é um processo biológico para erradicar esta praga que está a destruir os soitos e a afetar a qualidade e quantidade de produção de castanha.

O combate à praga da vespa da galha do castanheiro não se esgotou na largada do parasitoide, carece também de sensibilizar os agricultores para a adoção de procedimentos impulsionadores do favorecimento da luta biológica contra a vespa da galha do castanheiro, a saber:

O QUE NÃO SE DEVE FAZER
• não deve destruir galhas;
• não deve fazer pulverizações até final de junho;
• não deve mobilizar o terreno.

O QUE DEVE FAZER
• se podar, deve deixar os ramos com galhas no souto até ao verão;
• manter um coberto vegetal, pastagem ou vegetação espontânea até ao fim da primavera;
• cortar o coberto vegetal a partir de meados de junho.

Ajude a combater esta praga!

Candidaturas a apoios financeiros a fundos perdidos | Acessibilidades para pessoas com deficiência em habitações

Decorre até às 17:59:00, do próximo dia 31 de julho, o prazo para apresentação de candidaturas a apoios financeiros a fundos perdidos, com o propósito de melhorar as acessibilidades para pessoas com deficiência em habitações, em Portugal continental.

O Aviso N.º 3/C03-i02/2022 vem estabelecer as regras de acesso ao Programa de Intervenção em Habitações (PIH), com vista a melhorar as acessibilidades, dentro e fora das habitações, para pessoas portadoras de deficiência.

Os apoios a conceder no âmbito deste Aviso estão condicionados à dotação financeira disponível para o efeito e, revestem-se de natureza a fundo perdido (100%), até ao limite de 10 000,00€ (dez mil euros), por habitação.

Para submissão de candidaturas e informações mais detalhadas, por favor, aceda ao link: http://benef.recuperarportugal.gov.pt/siga-bf

Workshop de Arte Comunitária | Roteiro VII do projeto Viver ao Vivo, com Tempo no Centro

Decorreu no passado sábado no Centro Cultural de Celorico da Beira o workshop de Arte Comunitária, iniciativa inserida no Roteiro VII do projeto Viver ao Vivo, com Tempo no Centro.

Esta oficina de Arte Comunitária foi realizada em parceria com a Coruja do Mato e contou com a participação da Universidade Sénior de Celorico da Beira. Foi também convidada a artista plástica Joana BC, para a mediação na criação de obras a serem expostas juntamente com a atividade Pano para Mangas, dia 29 de Maio, no Castelo de Celorico da Beira.

Concerto “De Portugal ao Brasil” | Roteiro VII do projeto Viver ao Vivo, com Tempo no Centro

Decorreu no Centro Cultural de Celorico da Beira, nesta sexta-feira, o Concerto “De Portugal ao Brasil” com os pianistas Catarina Madeira e Felipe Novellino inserido no Roteiro VII do projeto Viver ao Vivo, com Tempo no Centro, que vai promover, de 27 a 29 de maio, atividades inspiradas na relação da arte com a filosofia e a existência humana.

Concerto “De Portugal ao Brasil” | Roteiro VII do projeto Viver ao Vivo, com Tempo no Centro

ALTERAÇÃO DE LOCAL: Concerto “Beethoven e o Campo”
O Concerto vai realizar-se no Centro Cultural de Celorico da Beira às 19 horas

Caminhar com Ciência no Estrela Geopark

O Estrela Geopark Mundial da UNESCO promove no próximo dia 28 de maio, a iniciativa “Caminhar com Ciência no Estrela Geopark “, pelas Rotas de Linhares da Beira.

Com encontro marcado às 9H30, na Aldeia Histórica de Linhares da Beira, junto ao Hotel Rural do Inatel, os caminheiros terão pela frente um percurso de 8 km, de dificuldade moderada. “Caminhar com Ciência” vai aliar o exercício físico à ciência, à busca do conhecimento e à descoberta do território.

Ao longo das três horas e meia de duração prevista, os caminheiros terão oportunidade de praticar exercício físico num cenário de paisagens de montanha deslumbrantes e respirar ar puro. Será uma caminhada sensorial e de descoberta do território do Estrela Geopark Mundial da Unesco.

A atividade está limitada a 25 participantes e tem um custo de 5€ por pessoa. Insere-se no conjunto de eventos promovidos pelo Estrela Geopark com vista à promoção, divulgação científica e patrimonial do território da Serra da Estrela, distinguido pela UNESCO desde 2020. Neste sentido, “Caminhar com Ciência no Estrela Geopark” muito mais que incitar ao salutar exercício físico, representa a oportunidade para os caminhantes desvendarem, com a ajuda da ciência, o território do Estrela Geopark.

Para mais informações e inscrição, aceda, por favor, ao link: https://www.geoparkestrela.pt/atividades.

Atuação da Banda de Música da Força Aérea Portuguesa

As comemorações do Feriado Municipal de Celorico da Beira terminaram com a atuação da Banda de Música da Força Aérea no Centro Cultural de Celorico da Beira.

Estiveram em palco cerca de setenta músicos, sob a direção do Maestro Major António Rosado, para interpretarem obras de autores mundialmente consagrados, brindando os espetadores com um espetáculo único e inesquecível. Este momento musical veio assim proporcionar alegria e bem-estar à plateia, encerrando com chave de ouro as Comemorações do Feriado Municipal.

A Banda de Música da Força Aérea tem atuado, ao longo dos seus 64 anos de existência, nos mais diversos palcos portugueses e estrangeiros (Alemanha, Bélgica, França, Holanda, Inglaterra, Luxemburgo), prestigiando a Força Aérea, as Forças Armadas e Portugal. Em reconhecimento pelo seu valoroso contributo para o enriquecimento do meio musical e cultural português e, pela forma prestigiosa como tem representado o País, foi condecorada em 1997, com a Medalha de Ouro de Serviços Distintos.

Comemorações do Feriado Municipal | A Grande Aventura de Mário Correia

Ao final da tarde desta segunda-feira, fez parte do programa de comemorações do Feriado Municipal, Dia de Sacadura Cabral, um momento musical com os Guitardeão e o lançamento do livro “A grande aventura – Na Primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul” de Mário Correia.

Inauguração das Casas do Castelo

O município de Celorico da Beira inaugurou nesta segunda-feira, dia do Feriado Municipal, que coincide com a data de nascimento de Sacadura Cabral, o projeto “Casas do Castelo”, que faz a ligação com o castelo de Celorico da Beira.

A requalificação do espaço “Casas do Castelo”, resultou da reabilitação de dois imóveis adquiridos pelo município, que custou 550 mil euros e teve uma comparticipação comunitária de 85%.

As “Casas do Castelo” albergam neste momento uma exposição temporária alusiva a Sacadura Cabral e Gago Coutinho, com espólio disponibilizado pelos museus da Marinha e do Ar e do comendador José da Silva Henriques que ofereceu um vasto espólio destes dois heróis que protagonizaram a primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul.

Comemorações do Feriado Municipal de Celorico da Beira

O município de Celorico da Beira comemora o seu Feriado Municipal a 23 de maio, data de nascimento de Sacadura Cabral. Atendendo a que este ano se assinala o Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul, a programação do Feriado Municipal foi levada a efeito entre 20 e 23 de maio.

Nesta segunda-feira, Celorico da Beira iniciou as comemorações do Feriado Municipal com o hastear da bandeira, um momento solene acompanhado pela EPABI, onde estiveram presentes várias individualidades entre elas a Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, seguiu-se a romagem à estátua de Sacadura Cabral, o descerramento de Placa comemorativa do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul e um Porto de Honra.

Para celebrar o momento do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul protagonizado por Sacadura Cabral e Gago Coutinho, dois F-16 da Força Aérea Portuguesa sobrevoaram Celorico da Beira.

Espetáculo musical “Travessia -Orquestra Comunitária de Celorico da Beira”

No âmbito das Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul/Feriado Municipal, o Centro Cultural de Celorico da Beira acolheu neste domingo o espetáculo musical “Travessia – Orquestra Comunitária de Celorico da Beira”.

Com o intuito de aproximar e envolver a comunidade celoricense nas celebrações, a Associação Coruja do Mato produziu o espetáculo musical “Travessia – Orquestra Comunitária de Celorico da Beira”, que conta com a participação de 20 artistas/celoricenses.

Esta Orquestra Comunitária interagiu com o público e presenteou-o com um espetáculo inovador e único, totalmente inspirado na temática da travessia transatlântica e na figura do herói aviador – Sacadura Cabral.

1.º Concurso de Lançamento de Aviões de Papel em Celorico da Beira

O Gimnodesportivo de Celorico da Beira recebeu neste domingo, o 1º Concurso de Lançamento de Aviões de Papel, uma iniciativa que faz parte do programa das Comemorações dos 100 Anos da Travessia Aérea do Atlântico Sul protagonizada por Sacadura Cabral e Gago Coutinho e do Feriado Municipal de Celorico da Beira.

O concurso foi aberto a todo o público, onde cerca de 25 participantes criaram o seu avião de papel. Houve quatro modalidades a concurso, em que cada uma teve uma pontuação.

Alcance (distância em centímetros); Sustentação no Ar (tempo no ar em segundos); Criatividade (0-20 pontos); Performance Aérea (0-20 pontos).

O objetivo desta iniciativa foi proporcionar aos participantes do I Concurso de Lançamento de Aviões de Papel um saudável ambiente de competição, em que os conhecimentos da arte da dobragem de papel contribuíram para a melhoria dos conhecimentos e para a integração dos todos.

Prova de Orientação “Pelas Origens de Sacadura Cabral”- Celorico da Beira – Sprint Urbano

Decorreu neste domingo de manhã, com início e término no Castelo de Celorico da Beira, uma prova de orientação “Pelas Origens de Sacadura Cabral”.

No âmbito da celebração dos 100 anos da Travessia Aérea do Atlântico Sul de Sacadura Cabral e Gago Coutinho, o Município de Celorico da Beira, em colaboração com o Clube de Orientação de Viseu Natura realizaram um evento de orientação na vila de Celorico da Beira com o objetivo de demonstrar da importância da capacidade de navegação.

Com concentração no Castelo de Celorico da Beira, os participantes puderam optar por um dos três percursos disponíveis (Fácil, Médio e Difícil), todos eles passaram por lugares emblemáticos da vila de Celorico da Beira e colocaram à prova a capacidade de navegação dos participantes.

Teatro “O Céu de Sacadura”

O Grupo de Teatro Comunitário de Celorico de Beira apresentou neste sábado, 21 de maio de 2022, a peça teatral “ O Céu de Sacadura”, no âmbito das Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul /Feriado Municipal.

“O Céu de Sacadura”, peça teatral da autoria de Luísa Costa Gomes, foi levada à cena no Centro Cultural de Celorico da Beira pelo Grupo de Teatro Comunitário de Celorico, sob a orientação de Alexandre Sampaio, que a adaptou e encenou, pela 1ª vez em 2019, no âmbito do Feriado Municipal.

Neste contexto, a reposição do espetáculo “ O Céu de Sacadura” tornou-se uma obrigatoriedade. Com enfoque na figura de Sacadura Cabral – o homem e seu feito – a peça vai revelando ao longo do espetáculo, alguns factos da sua vida menos conhecidos do grande público como, as questões administrativas que enfrentou, a falta de verba para as suas viagens, as conspirações… e, também, o caráter fleumático da sua personalidade, o carisma e o grande charme que detinha junto do sexo feminino.

A peça teatral “O Céu de Sacadura”, foi escrita propositadamente para o Festival dos Cem Dias, por ocasião da Expo 98 e apresentada no Teatro Nacional D. Maria, com encenação de Nuno Carinhas. Foi também levada à cena no Centro Cultural de Celorico da Beira em 2019, pelo recém-criado grupo de teatro amador local, sob a orientação de Alexandre Sampaio.

Apresentação do Livro “A Enigmática travessia do atlântico sul, 1922”

O Centro Cultural de Celorico da Beira, recebeu neste sábado, a apresentação do livro “A Enigmática Travessia do Atlântico Sul, 1922”, da autoria do celoricense Marco Pitt.

«A Enigmática Travessia do Atlântico Sul 1922» é um gamebook com 55 enigmas, baseado em transcrições do relatório do Capitão-de-Fragata, Arthur de Sacadura Freire Cabral, aquando da épica viagem Lisboa-Rio de Janeiro em 1922, realizada com o Almirante Carlos Viegas Gago Coutinho.

Envolto em ilustrações dos aviões, locais e mapas, este livro pretende dar a conhecer as várias etapas e dificuldades dessa autêntica epopeia.

Trata-se de uma experiência interativa para aquisição de conhecimentos, mediante o raciocínio lógico e matemático, com recurso a ferramentas práticas e digitais, como realidade aumentada e ambiente 360º, intensificando a imersão lúdica nesta aventura.

Colóquio “Sacadura Cabral e a Travessia Aérea do Atlântico Sul”

Decorreu durante o dia de sábado, 21 de maio de 2022, no Centro Cultural de Celorico da Beira o Colóquio “Sacadura Cabral e a Travessia Aérea do Atlântico Sul”.

“Sacadura Cabral e a Travessia Aérea do Atlântico Sul “, “Uma Travessia Memorável num Tempo Conturbado”, “Aviação Militar Portuguesa: da Formação à Génese da Travessia Aérea do Atlântico Sul”, “Sacadura Cabral – Facetas da sua personalidade”, Gago Coutinho: Traços da sua Personalidade e Realizações”, “Travessia Aérea do Atlântico Sul Uma Missão Inesquecível”, “Perspetiva Jornalística Histórica Brasileira da Travessia do Atlântico Sul”, são as comunicações que foram apresentadas neste simpósio por personalidades de referência, dos dois lados do Atlântico, sobre a temática da travessia transatlântica e os dois protagonistas, as quais irão transportar os presentes numa viagem pela história, cultura, ciência e inovação tecnológica e fornecer-lhes o esboço do retrato e o modo de vida da sociedade portuguesa e brasileira, nos primórdios do Séc. XX.

No decorrer do colóquio ainda foi possível testar virtualmente a viagem do Lusitânia através de um simulador de vôo.

O simpósio foi ainda, passível de ser certificado como Ação de Curta Duração pela Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto do Instituto Politécnico da Guarda.

Inauguração da exposição itinerante comemorativa do Centenário da Travessia do Atlântico Sul

No âmbito do centenário da travessia aérea levada a cabo por Gago Coutinho e Sacadura Cabral, foi inaugurada nesta sexta-feira, 20 de maio de 2022, no Centro Cultural de Celorico da Beira, a exposição itinerante “1ª Travessia Aérea do Atlântico Sul”.

O evento contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Ascensão, do Diretor do Museu do Ar, Coronel Mouta Raposo, do Diretor do Museu da Marinha, Comodoro José Favinha entre outros vereadores, presidentes de junta e celoricenses que se juntaram para receber esta exposição.

Aqui é possível conhecer melhor esta viagem a bordo do hidroavião “Lusitânia”, que foi uma aventura cheia de peripécias para Gago Coutinho e Sacadura Cabral. Para empreenderem esta travessia sobre o mar, segundo o município, desenvolveram e usaram métodos inovadores e adaptaram instrumentos de navegação que fizeram desta a 1ª viagem aérea a ser realizada com precisão científica e matemática.

O momento terminou com um Porto de Honra e a degustação do Pastel Sacadura Cabral.

“Travessia – Orquestra Comunitária de Celorico da Beira”

No âmbito das Comemorações do Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul/Feriado Municipal, vai ter lugar no próximo dia 22 de maio, pelas 21H30, no Centro Cultural de Celorico da Beira, o espetáculo musical “Travessia – Orquestra Comunitária de Celorico da Beira”.

Com o intuito de aproximar e envolver a comunidade celoricense nas celebrações, a Associação Coruja do Mato produziu o espetáculo musical “Travessia – Orquestra Comunitária de Celorico da Beira”, que conta com a participação de 20 artistas/celoricenses. Esta Orquestra Comunitária vai interagir com o público e presenteá-lo com um espetáculo inovador e único, totalmente inspirado na temática da travessia transatlântica e na figura do herói aviador – Sacadura Cabral.

A não perder!

Banda de Música da Força Aérea Portuguesa

A Banda de Música da Força Aérea sobe ao palco do Centro Cultural de Celorico da Beira, no próximo dia 23 de maio, pelas 21H30, no âmbito das Comemorações do Feriado Municipal/Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul.

Vão estar em palco cerca de setenta músicos, sob a direção do Maestro Major António Rosado, para interpretarem obras de autores mundialmente consagrados, brindando os espetadores com um espetáculo único e inesquecível. Este momento musical vem proporcionar alegria e bem-estar à plateia, encerrando com chave de ouro as Comemorações do Feriado Municipal/Centenário da Travessia Aérea do Atlântico Sul –( II Momento – Sacadura Cabral).

A Banda de Música da Força Aérea tem atuado, ao longo dos seus 64 anos de existência, nos mais diversos palcos portugueses e estrangeiros (Alemanha, Bélgica, França, Holanda, Inglaterra, Luxemburgo), prestigiando a Força Aérea, as Forças Armadas e Portugal. Em reconhecimento pelo seu valoroso contributo para o enriquecimento do meio musical e cultural português e, pela forma prestigiosa como tem representado o País, foi condecorada em 1997, com a Medalha de Ouro de Serviços Distintos.

Ação de sensibilização do programa “Aldeia Segura, Pessoas Seguras”, em Celorico da Beira

Decorreu nesta quarta-feira, 18 de maio de 2022, no auditório da Biblioteca Municipal de Celorico da Beira, uma ação de sensibilização e de esclarecimento no âmbito do programa “Aldeia Segura, Pessoas Seguras”, destinada aos presidentes das juntas de freguesia do concelho, como também aos oficiais de segurança local, já nomeados anteriormente.

O programa que está implementado em todas as freguesias do concelho de Celorico da Beira visa prevenir e mitigar o efeito dos incêndios rurais, sensibilizando a população para a prevenção dos comportamentos de risco e a adoção de medidas de autoproteção.

Criado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil, a iniciativa “Aldeia Segura, Pessoas Seguras” tem duas vertentes de ação: a que pretende proteger o aglomerado populacional, estabelecendo “medidas estruturais para proteção de pessoas e bens, e dos edificados na interface urbano-florestal, com a implementação e gestão de zonas de proteção aos aglomerados e de infraestruturas estratégicas, identificando pontos críticos e locais de refúgio”; e o programa “Pessoas Seguras”, destinado a promover “ações de sensibilização para a prevenção de comportamentos de risco, medidas de autoproteção e realização de simulacros de planos de evacuação, em articulação com as autarquias locais”, e estipula a criação de “uma rede automática de avisos à população em dias de elevado risco de incêndio, com o objetivo da emissão de alertas para proibição do uso do fogo, bem como outras atividades de risco e ainda medidas de autoproteção, dirigidas para públicos específicos”.