Apresentação do Livro | “Vou fazer quimioterapia. E agora?”

Vai ter lugar no próximo dia 25 de julho, pelas 17H00, na Biblioteca Municipal de Celorico da Beira a apresentação do livro “Vou fazer quimioterapia. E agora?”, da enfermeira Patrícia Matos Martins.
 

“Vou fazer quimioterapia. E agora?”, é fruto da experiência profissional da autora. Escrito numa linguagem clara e positiva com o propósito de responder às dúvidas e ansiedades do doente oncológico, o livro aborda o cancro nos aspetos mais relevantes e aponta dicas e estratégias para ajudar a controlar os efeitos danosos da quimioterapia.

Patrícia Matos Martins é enfermeira no serviço de oncologia e pós-graduada em Cuidados Paliativos.
 

O evento por razões sanitárias, terá entrada limitada, pelo que se agradece a confirmação de presença, até ao dia 22 de julho, através do e-mail: biblioteca@cm-celoricodabeira.pt .

“Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro” | Pian_Ar Livre

“Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro” | Pian_Ar Livre 11 julho
PARTICIPE E INSCREVA-SE!
https://forms.gle/uFeHRZtpVC1gqMuZ7

Música e Artes Plásticas unem-se no evento “Quadros de uma exposição”.
O mote é um recital de piano ao ar livre dedicado à célebre obra de Mussorgsky, que culmina na “Grande Porta de Kiev”. O concerto (Tracy Tang) é acompanhado por uma projeção vídeo de novos “quadros originais” inspirados na música de Mussorgsky elaborados por uma seleção de artistas contemporâneos.

As atividades respeitam as normas em vigor da DGS.
Mais informações consulte:

“Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro” | Caminhada e Workshop gastronómico

“Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro” | Caminhada e Workshop gastronómico, 11 JULHO
PARTICIPE E INSCREVA-SE!
https://forms.gle/YaEmEe9p8kUNrCt49

O segundo roteiro do programa cultural em rede, Viver ao Vivo, com Tempo no Centro, convida-vos a visitar Celorico e Linhares da Beira e lança um desafio de contemplação da identidade secular que chegou aos nossos dias através de vestígios civilizacionais que queremos preservar.

Venha caminhar pela vila e montanha respirando ar puro e visitando o património cultural da Necrópole de S. Gens, Penedo do Sino, Janelas Manuelinas, Calçada Romana e Ponte da Lavandeira em Celorico da Beira.
As atividades respeitam as normas em vigor da DGS.
Mais informações consulte:

“Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro” | Workshop de Desenho

“Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro” | Workshop de Desenho, 11 JULHO
PARTICIPE E INSCREVA-SE!
https://forms.gle/83oUeDk5RoUzDzoV9

À VOLTA DA TERRA – JORNADAS DE DESENHO: residências artísticas / workshops (organização Philip Cabau e Paulo Bernardino Bastos)
Partindo de uma ideia que poderia ser apelidada de etnografia sensorial, as jornadas de desenho surgem da experiência do lugar de cada artista convidado que durante cinco dias irá o município que o acolhe: esta experiência de viver ao vivo um local – contrariamente à experiência diferida que o último ano nos tem proporcionado – irá permitir experiências, construir memórias e imaginar cada um dos locais que recebe o evento.

As JORNADAS DE DESENHO têm, como ideia base, a pretensão de ser um laboratório em que cada autor experimenta formas de estar, ver, perceber e reagir ao espaço social, sensorial e material do ambiente – património natural e construído, material e imaterial de cada lugar. O WORKSHOP é uma oportunidade de partilha de experiência e aprendizagem com os residentes. A atividade é coordenada pelos próprios artistas residentes nas Jornadas de Desenho (Armanda Duarte, Cláudia Amandi, Cristina Robalo, Paulo Bernardino Bastos, Philip Cabau). A organização do “Viver ao Vivo, com tempo no centro” fornecerá os materiais necessários para desenhar.

As atividades respeitam as normas em vigor da DGS.
Mais informações consulte:

Concerto PIAN_AR LIVRE | Castelo de Linhares da Beira

RECITAL DE PIANO, 10 JULHO

O segundo roteiro do programa cultural em rede, Viver ao Vivo, com Tempo no Centro, convida-vos a visitar Celorico e Linhares da Beira e lança um desafio de contemplação da identidade secular que chegou aos nossos dias através de vestígios civilizacionais que queremos preservar.

Nessa perspetiva vamos promover no Castelo de Linhares da Beira, um recital de Piano ao Ar Livre, dia 10 de julho às 21:30, com a pianista norte-americana Tracy Tang.
Venha daí, inscreva-se em:

https://forms.gle/24BjnK6S69FDQU5X8

As atividades respeitam as normas em vigor da DGS.

Mais informações consulte:

II Roteiro Sensorial|Linhares da Beira e Celorico

No âmbito do projeto “Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro” que agrega numa rede de itinerância cultural os municípios de Sardoal, Castanheira de Pera e Celorico da Beira, sob orientação artística da também parceira, Academia Internacional de Música “Aquiles Delle Vigne”, vai realizar-se nos próximos dias 10 e 11 de julho, o II Roteiro Sensorial, em Linhares da Beira e Celorico.

Música, arte, cultura, património e gastronomia vão estar em destaque durante dois dias, numa iniciativa marcadamente cultural, que potenciará e impulsionará o turismo e a economia local, bem como, valorizará e projetará, no país e além fronteiras, o município de Celorico da Beira.

A abertura do evento ocorrerá dia 10 de julho (sábado), no castelo da Aldeia Histórica de Linhares da Beira com um recital de piano dedicado à obra “Quadros de uma exposição”, da autoria do compositor russo Mússorgsky. Seguidamente, terá lugar uma exposição de artes visuais composta por novas versões de quadros originais, inspirados na música de Mússorgsky. A singularidade desta exposição reside no facto das obras estarem espalhadas pela aldeia, arrastando o público a visitar outros edificados de interesse da aldeia, numa espécie de caça ao tesouro.

O segundo dia do Roteiro (domingo), será preenchido com atividades dedicadas ao património. Assim, durante a manhã está prevista uma caminhada no troço dos “Caminhos de Santiago” que passa por Celorico da Beira, e uma visita à Necrópole de São Gens. À tarde terá lugar um workshop de desenho.

O evento encerra em Linhares da Beira com um concerto de piano e canto na igreja de Nossa Senhora da Assunção (Séc. XII), que será gravado para a posteridade.

As atividades programadas para os três municípios decorrerão, quase todas ao ar livre e, em conformidade, com as regras impostas pela DGS no quadro da pandemia.

Para consultar a Programação detalhada ou mais informações sobre o Projeto, por favor, aceda aos sites dos três municípios ou aos links:
https://www.facebook.com/ViverAoVivo

info@viveraovivo.pt

Os Jovens e o Ambiente | Resiestrela

Resiestrela promove concurso “Os Jovens e o Ambiente”, dirigido às Atividades de Tempos Livres, públicas e privadas, nos 14 municípios da sua área de abrangência.

A iniciativa objetiva suscitar o debate no seio dos jovens sobre a temática da reciclagem, sensibilizando-os para a premência da adoção de práticas pró-ambientalistas, nomeadamente, a deposição seletiva dos resíduos sólidos urbanos, e, simultaneamente, valorizar os seus dotes artísticos, instigando-os a realizarem vídeos sobre estas problemáticas.

Os jovens que pretendam aceitar o desafio devem preencher, até ao dia 6 de julho, o formulário de inscrição disponibilizado na última página do Regulamento do Concurso, e enviá-lo para o e-mail: comunicacao@resiestrela.pt. O prazo para a submissão de vídeos a concurso termina no próximo dia 15 de julho de 2021.

O vídeo vencedor será premiado com t-shirts, tatuagens, folhetos e autocolantes com mensagens de incentivo à reciclagem.

Consulte o Regulamento do Concurso aqui

Exposição | Geossítios do Estrela Geopark

Durante o mês de julho vai estar patente na Biblioteca Municipal de Celorico da Beira, uma exposição de fotografias de geossitios do território do Estrela Geopark Mundial da UNESCO, da autoria de Filipe Patrocínio.

Composta por 14 fotografias de locais de interesse geológico da Serra da Estrela, a exposição tem o propósito, não só de revelar a beleza, grandiosidade e singularidade da serra mais alta de Portugal, captadas com arte e mestria, pela objetiva de Filipe Patrocínio mas, acima de tudo, para dar visibilidade e notoriedade aos geossítios, numa ótica de valorização e divulgação do território do Estrela Geopark Mundial da UNESCO.

Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro

Vai decorrer de 16 de junho de 2021 a 30 de junho de 2022, o projeto “Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro” que compreende dez etapas, nove roteiros de fim de semana e uma ação de disseminação, com cerca de 70 atividades culturais gratuitas, multidisciplinares, centradas na música clássica e na perceção sensorial do mundo, a promover nos municípios de Sardoal,

Castanheira de Pera e Celorico da Beira, sob a orientação artística da Academia Internacional de Música “Aquiles Delle Vigne”, também parceira do projeto.
Resultante de uma candidatura a fundos comunitários (Centro 2020), esta rede de itinerância e intercâmbio cultural entre os três municípios, tem o intuito de promover o território da região, impulsionar o turismo, valorizar os produtos endógenos, o património e dinamizar e estimular a economia local e a cultura, tão afetadas pela crise sanitária que ainda atravessamos.

A apresentação do projeto “Viver ao Vivo, Com Tempo no Centro” ocorreu no passado dia 7 de junho, no Centro Cultural Gil Vicente, em Sardoal. Residências artísticas e o workshop “À volta da terra – Jornadas de Desenho”, com realização prevista entre 16 e 20 de junho, antecedem o arranque do primeiro roteiro sensorial, que terá lugar de 2 a 4 de julho, em Sardoal.

A arte, a cultura e o património arquitetónico militar, religioso e civil, existentes em Linhares da Beira – Aldeia Histórica que integra a Grande Rota das Aldeias Histórica (GR22) e o Geopark Estrela da Unesco-, constituirão o mote para o segundo roteiro sensorial que ocorrerá no município de Celorico da Beira, no período de 10 a 11 de julho. O castelo de Linhares será o palco para o concerto de abertura. Momento musical (piano) dedicado à obra “Quadros de uma Exposição “do compositor russo, Modest Mússorgsky, o qual culminará com o tema “Grande Porta de Kiev”. De seguida, terá lugar uma exposição de artes visuais, que contará com novas versões de quadros originais, inspirados na música de Mússorgsky, com a particularidade das obras estarem espalhadas pela aldeia de Linhares, impelindo o público a visitar outros edificados de interesse da aldeia, numa espécie de caça ao tesouro.

O terceiro roteiro sensorial decorrerá no fim de semana de 30 de julho a 1 de agosto, no município de Castanheira de Pera.
As atividades programadas para os três municípios decorrerão, quase todas ao ar livre e, em conformidade, com as regras impostas pela DGS no quadro da pandemia.
Para consultar a Programação detalhada ou mais informações sobre o Projeto, por favor, aceda aos sites dos três municípios ou aos links:

info@viveraovivo.pt
https://www.facebook.com/ViverAoVivo

Simpósio Internacional de Arte Contemporânea 5

No âmbito do Simpósio Internacional de Arte Contemporânea 5, será inaugurada no dia 13 de junho pelas 18h na biblioteca Municipal de Celorico da Beira a exposição “A paisagem no sec. XXI [2]”

4º passeio interpretativo “aBEIRAr” | Inscrições abertas até 26 de maio |

No âmbito do Projeto aBEIRAr – “15 CONCELHOS, 1 MESMO TERRITÓRIO”- vai decorrer em Celorico da Beira, no próximo dia 29 de Maio, entre as 09H00 e as 12H30, o quarto passeio interpretativo dedicado ao tema “Água”, inspirado pela literatura dos autores Celoricenses, do Fundo Local da Biblioteca Municipal, António Carlos Ferreira, Eusébio dos Santos Almeida e José Albano Ferreira . A iniciativa conta com a presença dos convidados, José Conde e António Rodrigues, do Centro Interpretativo da Serra da Estrela (CISE); Paulo Carvalho, da Universidade da Beira Interior e Cecília Lisboa, Mestre em Gestão do Património Cultural.

O Projeto aBEIRAr nasceu do cruzamento de objetivos entre a Rede Intermunicipal de Bibliotecas das Beiras e Serra da Estrela (RIBBSE), da CIMBSE, a Plataforma de Ciência Aberta de Figueira de Castelo Rodrigo, o Estrela GEOPARK e a Universidade da Beira Interior, com a missão de potenciar o envolvimento e a participação cívica com a ciência, promover o diálogo entre cientista e cidadãos e despertar o interesse da comunidade na construção de conhecimento e valorização do território.

O ciclo de evento ABEIRAR irá percorrer os 15 concelhos CIMBSE, numa sequência de 3 temporadas, cada uma dedicada a um tema central para o território – água, céu e rocha. As atividades são inspiradas a partir de um livro e nas estórias da terra, mas também nas estórias da ciência, que transformarão cada um de nós em cidadãos/ãs cientistas, embaixadores do território para a monitorização da qualidade e características da água, do céu e da rocha, promovendo o conhecimento e o envolvimento dos cidadãos por um bem comum, por um mesmo território.

Para participar neste passeio interpretativo efetue a sua inscrição até dia 26 de Maio. biblioteca@cm-celoricodabeira.pt | 271712270
Mais informações em: https://cimbse.pt/ribbse/abeirar
#ribsse #aBEIRAr #CIMBSE #CiênciaAberta #Geopark #UBI

Comemoração do 47.º aniversário do 25 de Abril de 1974

Este ano, e devido ao atual contexto de emergência nacional provocado pela pandemia da COVID-19, não se realizou a tradicional homenagem.

As comemorações iniciaram-se junto aos Paços do concelho, onde foram hasteadas as bandeiras. No ato esteve presente o Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Ascensão, a Presidente da Assembleia Municipal, Denise Fragona, o Comandante do Posto Territorial da GNR de Celorico da Beira, Márcio Cosme e vários elementos do executivo municipal.

O ato solene terminou com a deposição de uma coroa de cravos junto à estátua do soldado de abril, no jardim de Santa Eufémia e onde se prestou a devida homenagem, aos militares/soldados promotores da revolução que alargaram os horizontes ao povo português e lhes devolveu a capacidade de viver e sonhar em liberdade.

O 25 de abril é muito mais do que assinalar um feriado no calendário. É manter viva uma memória, um símbolo, um marco na nossa história coletiva, uma importante conquista de valores como o uso das liberdades, a igualdade de acesso às oportunidades e a democracia participada e plural.

 

 

Dia Internacional das Florestas | “Restauro Florestal: o caminho para a recuperação e o bem-estar”

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), assinala o Dia Internacional das Florestas (21 de março), disponibilizando 50.000 árvores autóctones produzidas nos seus viveiros, a cidadãos e proprietários rurais que desejem fazer plantação.

Com o tema “Restauro Florestal: o caminho para a recuperação e o bem-estar” o ICNF objetiva sensibilizar a população para a importância da recuperação das florestas enquanto caminho para se alcançar saúde e bem-estar social, uma vez que dos ecossistemas florestais se extrai a base para muitos produtos farmacológicos e as florestas podem constituir uma proteção adicional para futuras pandemias.

A distribuição das árvores terá lugar entre os dias 19 e 26 de março de 2021, nos postos de atendimento selecionados do ICNF em todo o país, mediante a observância de regras e condições, a saber:

  • Na região da Guarda a distribuição das árvores ocorrerá no Edifício da Zona Agrária, Bairro Nossa Sra. dos Remédios – Tel. 271208400;
  • Inscrever-se para recolher as árvores através do contacto telefónico do local selecionado ou por email para ICNFsomosTODOSnos@icnf.pt;
  • Identificar-se nos locais de recolha no horário combinado;
  • Comprometer-se a remeter uma fotografia da plantação para ICNFsomosTODOSnos@icnf.pt;
  • Partilhar ou permitir a partilha das fotos com a hashtag #ICNFsomosTODOSnos.

O ICNF, por seu lado, fará a divulgação destas plantações nas suas redes sociais.

REGRAS

  • A recolha é feita nos seguintes postos de atendimento do ICNF (ver locais de recolha), entre os dias 19 e 26 de março de 2021;
  • A inscrição para a recolha das árvores é obrigatória e deve ser realizada através do contacto telefónico do local selecionado ou por email para ICNFsomosTODOSnos@icnf.pt;
  • No momento da inscrição é necessário indicar o nome do requerente, o local de recolha, o dia da recolha (nos dias úteis entre 19 e 26 de março) e se a recolha das árvores será realizada no período da manhã (9h00-13h00) ou da tarde (13h00-17h00);
  • Podem recolher árvores para plantação os cidadãos maiores de 18 anos, bem como representantes de entidades privadas sem fins lucrativos, devidamente identificados;
  • Compromisso de promover a sua plantação no prazo máximo de uma semana após o levantamento das árvores;
  • As espécies disponíveis para recolha são: medronheiros, sobreiros, azinheiras, pinheiros mansos, alfarrobeiras, castanheiros, amieiros, entre outras folhosas. Cada cidadão pode recolher um máximo de 10 (dez) exemplares;
  • Os representantes de entidades privadas sem fins lucrativos podem levantar até um máximo de 50 exemplares;
  • Os levantamentos são sujeitos à existência de disponibilidade em cada local;
  • Os proprietários rurais, que tenham como objetivo a plantação em pequenas parcelas de terreno (com área não superior a 5.000 m2), desde que identifiquem a parcela a plantar, podem levantar até um máximo de 100 exemplares;
  • O transporte das árvores, a escolha do local e a obtenção da permissão para a plantação junto de quem de direito, é da inteira responsabilidade dos cidadãos que realizem a plantação, no respeito pela legislação em vigor;
  • Os cidadãos e demais representantes de entidades que procedam ao levantamento das árvores comprometem-se a remeter ao ICNF no prazo de 48h após a plantação, as fotografias com a identificação da data e do local onde foi realizada essa plantação, para ICNFsomosTODOSnos@icnf.pt;
  • Os cidadãos que participem nas ações de plantação são convidados a partilhar nas redes sociais as fotografias e vídeos dessas plantações, recorrendo à identificação da publicação com a hashtag #ICNFsomosTODOSnos.

 

Mensagem de Natal do Presidente da Câmara Municipal de Celorico da Beira, Carlos Ascensão, aos celoricenses

Fundação “Nova Era Jean Pina” ofereceu 60 cabazes de Natal em Celorico da Beira

Para atenuar as dificuldades causadas pela pandemia da Covid-19, o presidente da Fundação “Nova Era Jean Pina”, João Pina, ofereceu 60 Cabazes de Natal a famílias necessitadas do concelho de Celorico da Beira.

Cada cabaz contem vários produtos, nomeadamente bacalhau, bolo rei, açúcar, farinha, leite, azeite, compota, enchidos, queijo, enlatados… para que a noite mais longa do ano, este ano indubitavelmente diferente, aqueça a alma de quem os vai receber.

A entrega contou com o apoio logístico da Câmara Municipal de Celorico da Beira e do Agrupamento de Escolas de Celorico da Beira.

A Fundação “Nova Era Jean Pina” vai distribuir mais de 800 cabazes de Natal, em Portugal e França, junto de famílias carenciadas. No total, a Fundação presidida pelo empresário João Pina, natural do concelho da Guarda mas radicado em França, na zona de Paris, há várias décadas, vai gastar mais de nove mil euros.

Em Portugal serão entregues cerca de 500 cabazes, na região da Guarda, nomeadamente nos concelhos da Guarda, Celorico da Beira, Almeida e Figueira de Castelo Rodrigo, assim como em Mangualde, no Distrito de Viseu.

 

Liga Portuguesa Contra o Cancro

Decorreu de 29 de outubro a 2 novembro de 2020, o peditório da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), este ano menos participativo, por força dos constrangimentos impostos no atual contexto pandémico.
Atendendo a que o peditório nacional constitui a principal fonte de receitas da LPCC, torna-se imperioso para a prossecução da sua missão de apoio ao doente oncológico e família, bem como, para a realização das atividades, prosseguir com a angariação de fundos através de meios alternativos de apoio, a saber: Multibanco, MBWay ou transferência bancária.
A Liga Portuguesa Contra o Cancro precisa do seu donativo. Seja solidário!

Corteva e CAP lançam Programa TalentA para empreendedoras rurais

A Corteva Agriscience, empresa do setor agrícola, em colaboração com a CAP (Confederação dos Agricultores de Portugal), lança em Portugal o programa TalentA. A iniciativa, pioneira no nosso país, visa valorizar o papel que as mulheres desempenham como agentes essenciais na sociedade e, apoiá-las no desenvolvimento dos seus próprios projetos, num compromisso com o futuro do mundo rural.

As interessadas em participar da 1.ª edição do programa em Portugal, devem submeter a sua candidatura em programatalenta.pt, até 7 de fevereiro de 2021. Podem concorrer a este programa todas as empreendedoras rurais com projetos nas áreas agrícolas e agroalimentares desenvolvidos em meios rurais até 20.000 habitantes (exceto ilhas, localidades rurais ou distritos com maior dispersão geográfica), e com projetos em fase inicial e de planeamento ou já implementados em ambientes rurais e que desejem iniciar uma nova linha de negócio ou melhorar a que já têm.

Das candidaturas efetuadas serão selecionados três projetos finalistas. A vencedora recebe um apoio financeiro de 5.000 € para investir na implementação do seu projeto e terá acesso a um programa de formação ao longo do ano de 2021. A segunda e terceira classificadas vão ter acesso ao programa de formação promovido pela CAP para dotar os projetos de mais ferramentas de trabalho e métricas de sucesso.

As vencedoras serão anunciadas pela Corteva e pela CAP no dia 8 de março de 2021, Dia Internacional da Mulher.

Covid-19 | Bens de primeira necessidade à distância de uma chamada telefónica

Conscientes das necessidades de quem neste período possa ter algum tipo de limitação no acesso a bens alimentares ou farmacêuticos, a Câmara Municipal de Celorico da Beira garante o seu transporte.

Contacte-nos através do número 271 747 400 e dê-nos conhecimento das suas necessidades, far-lhe-emos chegar com a maior brevidade possível os bens de que necessita.

Visita virtual 360º | Um outro olhar

Seja qual for o motivo pelo qual adia fazer-nos uma visita, saiba que a partir de hoje pode fazê-lo, em total segurança, a partir do conforto da sua casa ou de um qualquer outro local com acesso à internet.

Um outro olhar, é o que a visita virtual 360º lhe permite obter sobre os 7 espaços (Castelo de Celorico da Beira, Castelo de Linhares da Beira, Solar do Queijo, Museu do Agricultor e do Queijo, Escola Museu de Salgueirais, Moinhos de Água da Rapa e Casa do Mundo Rural de Prados), agora sempre acessíveis.

Conheça o património, a história, as vivências e tradições do Concelho; revisite as memórias de infância; amenize a saudade causada pela distância geográfica, ou simplesmente planeie, com tempo, a sua visita a Celorico da Beira.

Até que seja possível contemplar a paisagem, sentir a brisa, escutar os cursos de água, apreciar o aroma e o paladar das nossas iguarias, faça-nos uma visita!

Aceite a nossa sugestão, sente-se confortavelmente e, sem custos, contratempos, nem pressas, comece a viagem. Pare, sempre que necessário, e quando oportuno, retome e continue a explorar.

Boas experiências!

Covid-19 | Novo Estado de Emergência vigora entre 24 de novembro e 8 de dezembro

No âmbito do Decreto do Presidente da República n.º 59-A/2020, de 20 de novembro, que renova o estado de emergência em todo o território nacional entre as 00h00 do dia 24 de novembro e as 23h59 do dia 8 de dezembro de 2020, o Conselho de Ministros determina as medidas de combate à Covid-19, que irão vigorar nos próximos 15 dias.

 

Medidas Gerais:

  • Uso obrigatório de máscara nos locais de trabalho, exceto quando os postos de trabalho são isolados ou quando haja separação física entre os diferentes postos de trabalho;
  • Proibição de circulação entre concelhos:

. entre as 23h00 do dia 27 de novembro e as 5h00 de 2 de dezembro;

. e entre as 23h00 do dia 4 de dezembro e as 5h00 de 9 de dezembro;

  • Nos dias 30 de novembro e 7 de dezembro, véspera de feriados nacionais:

. Suspensão de atividades letivas;

. Tolerância de ponto na Função Pública;

. Apelo a Entidades Privadas para dispensa de trabalhadores.

 

Medidas Específicas:

 

Nos concelhos de risco elevado:

  • Mantem-se a proibição de circulação na via pública, no período compreendido entre as 23h00 e as 5h00;
  • Aumento das ações de fiscalização ao cumprimento do teletrabalho obrigatório;
  • Manutenção dos horários de encerramento:

. Estabelecimentos comerciais às 22h00;

. Restaurantes e equipamentos culturais às 22h30.

 

Nos concelhos de risco muito elevado e extremamente elevado aplica-se:

  • A proibição de circulação na via pública aos sábados, domingos e nos feriados dos dias 1 e 8 de dezembro, entre as 13h00 e as 5h00;
  • O encerramento dos estabelecimentos comerciais entre as 13h00 e as 5h00, aos sábados, domingos e nos feriados dos dias 1 e 8 de dezembro;
  • O encerramento dos estabelecimentos comerciais a partir das 15h00, nas vésperas dos feriados, dias 30 de novembro e 7 de dezembro.