1º Encontro e Prova Internacional de Vinhos

Celorico da Beira foi palco de atracção internacional durante três dias. Entre quinta e sábado (17, 18, 19 de Março), aquele Concelho recebeu o 1º Encontro e Prova Internacional de Vinhos…

Celorico da Beira foi palco de atracção internacional durante três dias. Entre quinta e sábado (17, 18, 19 de Março), aquele Concelho recebeu o 1º Encontro e Prova Internacional de Vinhos, organizado pelos projectos www.mariajoaodealmeida.com e www.vinho.tv, em colaboração com a Associação Portuguesa de Management, Câmara de Celorico da Beira, Turismo da Serra da Estrela e Associação Portuguesa das Aldeias Históricas de Portugal. O Encontro decorreu no Pavilhão Gimnodesportivo Municipal, com centenas de participantes portugueses e estrangeiros, e estendeu também á Pousada de Linhares da Beira, onde se realizou uma prova de vinhos fortificados.
Na sessão de abertura, na manhã de quinta-feira, tomaram da palavra Edite Azenha, da direcção do Instituto da Vinha e do Vinho, Santinho Pacheco, Governo Civil da Guarda, Jorge Patrão, presidente do Turismo da Serra da Estrela, presidente da Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior, e José Monteiro, presidente do Município de Celorico da Beira.
Na sua intervenção, Santinho Pacheco, defendeu a aposta na ruralidade: “Não teremos alternativa de desenvolvimento se não fizermos uma aposta muito concreta no nosso sector primário, na nossa ruralidade. Não é possível o País absorver, em tempo útil, os 600 mil desempregados que tem. É necessário um regresso à terra”. Para o governo Civil, esta é uma oportunidade para fazer o repovoamento da região, reforçando também a necessidade de transformar o agricultor em empresário agrícola.
Falando do seu vinho, o presidente do Turismo Serra da Estrela, Jorge Patrão, considerou que a sua qualidade é cada vez mais importante para a “melhoria da tipologia do turista” numa região que cresceu turisticamente de forma muito significativa nos últimos dez anos. O autarca de Celorico da Beira, José Monteiro recordou que o vinho já foi um produto importante na economia do Concelho, mas actualmente a realidade é bem diferente, embora se encontre inserido num Distrito e numa região onde há “vinho de excelência”..
A realização do segundo encontro em Celorico da Beira é uma possibilidade, como diz o edil celoricense: “Espero que, no próximo ano, o segundo encontro se realize também em Celorico e com uma maior projecção ainda, atingindo as mil pessoas”.

Resultados da prova de Vinhos realizada em Linhares da Beira
Já são conhecidos os resultados da prova de vinhos fortificados promovida este Sábado no âmbito do 1º Encontro e Prova Internacional de Vinho, na Pousada de Linhares da Beira. Na categoria de Moscatéis, os grandes vencedores foram o Moscatel de Setúbal Apoteca 1905 (JMF), seguido do Moscatel de Setúbal Roxo 20 anos (JMF) e, por fim, Bacalhôa Moscatel de Setúbal Superior 1983. Já nos Porto Vintage saíram vitoriosos o A. A. Ferreira Garrafeira 1863 (Sogrape), seguido do Borges Vintage 1963 (Borges) e, finalmente, o Sandeman Vintage 1963 (Sogrape). Nos Porto Tawny, o Andresen 1910 (Andresen) foi o grande vencedor, seguindo-se o Poças Colheita 1964 (Poças) em segundo lugar, e o Kopke Colheita 1937 (Kopke – Sogevinus) em terceiro. Por fim, nos Madeiras, o grande destaque foi para o Malvasia 1875 do Garrafão N.º 2 (Barbeito), seguido do Madeira Wine Company Bual 1963 (Madeira Wine Company) e, finalmente, o Justino’s Madeira Terrantez 1978 (Justino’s).
Os vinhos em prova foram criteriosamente seleccionados, destacando-se várias raridades. A prova contou com nove reputados sommeliers, entre eles Cristina Alcalá (Espanha), Dirceu Júnior (Master of Wine – Brasil), Eric Boschman (Master of Wine – Bélgica) e Paolo Basso (Suíça). Ao grupo de jurados juntaram-se ainda os críticos britânicos Sarah Ahmed, Jamie Goode e Tim Atkin (Master of Wine).